Contexto histórico do surgimento da sociologia

UNIVERSIDADE SALVADOR – UNIFACS
BACHARELADO EM SERVIÇO SOCIAL
ANA RITA DE JESUS MOTA

CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO
DA SOCIOLOGIA

Salvador
2011
UNIVERSIDADE SALVADOR – UNIFACS
BACHARELADO EM SERVIÇO SOCIAL
ANA RITA DE JESUS MOTA

CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO
DA SOCIOLOGIA

Atividade apresentada como requisito parcial para aprovação na disciplina Sociologia do Curso deServiço Social da UNIFACS sob acompanhamento da Profª Karen Sasaki e do tutor William Santos.

Salvador
2011

INTRODUÇÃO

Desde primórdios, o homem é objeto de estudo do próprio homem. Ciências foram criadas para entender e decifrar esse ser único que difere dos demais seres do globo e como ele atua em sociedade. A Antropologia analisando-o com base nas características biológicas esócio-culturais dos diversos grupos; a Filosofia estudando o pensamento humano; a Psicologia que o vê como indivíduo, estudando seus processos mentais e a Sociologia que se interessa pelo comportamento das pessoas enquanto seres sociais.
É esse último campo de estudo que abordaremos no texto a seguir. A Sociologia não estuda o homem em si; ela estuda os fenômenos que ocorrem quando vários indivíduos seencontram em grupos e interagem no interior desses grupos. É a ciência da sociedade.
O termo Sociologia foi criado no século XVIII por Augusto Comte (considerado tradicionalmente como o Pai da Sociologia) da palavra latin Socius (associação) e o grego Logus (estudo). Comte tinha como objetivo unificar todos os estudos sobre a humanidade, mas só a partir da influência de Karl Marx, Émile Durkheim eMax Weber que a Sociologia se institucionalizou como ciência. (CAMARGO, 2011).

CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA

A Sociologia surgiu em meio a um processo de transformações econômicas, políticas e culturais ocorridas no século XVIII e oriundas das Revoluções Francesa e Industrial. Tais transformações afetaram toda a sociedade.
A Revolução Francesa foi um marco na História Modernada Civilização. Na época, a França era um país de extrema injustiça e desigualdade onde vigorava a lei do Antigo Regime. O rei governava com poderes absolutos e impunha impostos excessivos para os camponeses a fim de sustentar toda a nobreza e, além disso, o regime feudal impedia uma exploração eficiente da terra. Inevitavelmente, o nível de insatisfação popular foi tão grande que a manifestação,com seus ideais iluministas, gerou o fim da monarquia. (REVOLUÇÂO FRANCESA, 2011)
A Revolução Industrial trouxe a substituição da mão de obra humana por máquinas, fazendo com que apenas a minoria detentora dos meios de produção e do capital fosse beneficiada com isso. Como consequência desse sistema capitalista, inúmeros problemas surgiram, como: migração do homem do campo para a cidade fazendocom que houvesse um crescimento desordenado desta, sem nenhum tipo de estrutura básica; desemprego da maioria da população que não tinha qualificação para trabalhar com as máquinas; introdução do trabalho exploratório feminino e infantil; trabalhadores com jornadas extensas de trabalho e pouco salário; aumento da prostituição, fome, miséria, violência, suicídio fazendo surgir oproletariado.(GALVÊAS,s/d, apud SAZAKI, 2010)
Em um curto período de tempo a sociedade sofreu grandiosas mudanças em sua estrutura, nos costumes, forma de trabalho e hábitos de vida.
É neste contexto que surge a necessidade de se interpretar e compreender os problemas da sociedade urbano-industrial, além de se explicar essa nova ordem social, política e econômica. É assim que, no século XIX, surge a sociologia,dotada de arcabouço teórico, com um método específico e um objeto de estudo definido.
A sociologia é uma ciência que estuda os fenômenos sociais, procurando refletir sobre eles e tentando explicá-los por meio de certos conceitos, técnicas e métodos. Seu campo de estudo é toda a organização da sociedade e tudo o que acontece com os seus integrantes. (LOPES JR, 2011)

FUNDADORES DA SOCIOLOGIA...
tracking img