Contagem a diversidade etno-cultural --- um povo em busca de identidade cultural

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1763 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2 DESENVOLVIMENTO 4

4 CONCLUSÃO 9

5 REFERÊNCIAS 10

INTRODUÇÃO

O presente texto navega na complexidade do indivíduo negro em busca de uma identidade grupal e o direito a diversidade na sociedade capitalista na qual ser diferente significa muitas vezes, exclusão e discriminação, pois alimenta as desigualdades entre os indivíduos. Com o auxílio devários estudiosos, busquei compreender e fazer uma abordagem acerca de temas como: Capitalismo; Diversidade; Preconceito; Sociedade; Concepção de indivíduo e Identidade. ‘’ Através de muitas pesquisas relacionei e dispus o conteúdo, pegando a vertente do valor da família, a religião, o trabalho, as tradições, a cidade aos diferentes grupos sociais. Este artigo investiga uma comunidade deremanescentes Quilombos na cidade de Contagem, com o objetivo de aprender um pouco sobre o grupo dos Arturos. Assim, a população negra de Contagem será entendida como uma, dentre muitos espaços de socialização capaz de contribuir no processo de construção da identidade negra individual e coletiva.

DESENVOLVIMENTO

O conceito de indivíduo passa primeiro pelo psíquico e depois pelo social,pois o homem deve olhar para si e reconhecer sua origem, a fim de estabelecer suas relações humanas. O ser humano é moldado a partir das suas relações com o mundo das influências socioculturais que cada pessoa esta submetida ao chegar ao mundo. A palavra indivíduo é utilizada para identificar uma pessoa e essa se traduz em um conjunto de elementos de ser e estar. O ser humano não vive isolado nomundo. Ele se relaciona com outras pessoas e essas com outros grupos e cada grupo se distingui uns dos outros através de seus símbolos, suas crenças e valores em geral.

A identidade não é algo inato. Ela se refere a um modo de ser no mundo e com os outros. É um fator importante na criação das redes de relações e de referências culturais dos grupos sociais. Indica traçosculturais que se expressam através de práticas linguísticas, festivas, rituais, comportamentos alimentares e tradições populares referências civilizatórios que marcam a condição humana. Portanto, a identidade não se prende apenas ao nível da cultura. Ela envolve, também, os níveis sócio-políticos e histórico em cada sociedade. ( GOMES, 2005, p. 41)

Em algumas civilizações antigas, oindividuo é um elemento inseparável da comunidade, uma célula do corpo social, havendo dessa forma uma valorização do grupo. O conhecimento que cada pessoa tem é capaz de transmitir ao outro gerando com sua ação individual algo positivo de interesse coletivo e de significância social. O ser humano após se conhecer e se vê como individuo multiplicador, passando sua cultura aos seus descendentes, tendoseu grupo como sua autoafirmação. Pois, quanto mais um grupo social valoriza suas raízes e todo elemento que o compõe, fica mais evidente a visão de si e o outro, dando espaço ao direito do outro ser diferente, já que são construções a partir de percepções distintas, uma vez que são resultantes de realidades sociais especificas. A partir do ambiente social do sujeito de seu conjunto de valores,percepções e princípios que norteiam o olhar que usam para interpretar e decodificar sua visão do mundo.

A identidade humana é realidade sempre presente em todas as sociedades humanas. Qualquer grupo humano, através do seu sistema axiológico se em contraposição ao alheio. A definição de si (auto definição) e a definição dos outros (identidade atribuída) têm funçõesconhecidas: a externos, as manipulações ideológicas por interesses econômicos, políticos, psicológicos, etc... (GOMES, 2005, p. 40)

No Brasil podemos citar os negros como representantes de aspectos de aceitação e reconhecimento de si que marcaram a história do país. Quase no início do século XX, o Brasil mantinha escravos negros africanos e desde sempre o negro se opunha a escravidão,...
tracking img