Contablidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1550 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
VALORES VITAIS
Em tempos que ter vale mais que ser, as pessoas se perdem em relação ao que realmente valorizam. Os jovens principalmente, pois estão em processo de formação física e intelectual. Conheci uma amiga muito próxima, Joana. Joana tinha tudo o que queria, pois os pais, culpados de não passarem muito tempo com a filha, a compensavam com mesadas generosas. Na escola, Joanaparecia não se importar muito em expandir seus conhecimentos. Não tardou para que o vestibular chegasse e Joana não entrasse em nenhuma boa faculdade. Naquela altura da vida, Joana só conseguia fazer uma coisa: Comprar. Roupa, acessórios, eletrônicas ou qualquer coisa, Joana parecia procurar algo que aparentemente não tinha achado em tudo aquilo que comprava.Desenvolvimento
Desde que nascemos, somos criados para acreditar que a Barbie se movimenta sozinha e que, se comprarmos aquele sapato cor-de-rosa, seremos tão felizes e bonitas como as crianças modelos da propaganda. Ao crescermos, repetimos sem perceber, essa busca pela felicidade. Joana foi trabalhar na empresa do pai, talvez ela tenha nascido pura e a sociedade a corrompeu. Levou a empresa do pai àfalência, mas, dentro de alguns anos, os pais já tinham se recuperado dos prejuízos. Convido você a pensar, Caro leitor, em pessoas felizes que conhecemos. Não sei você, mas as pessoas que me lembro não são ricas. Essas pessoas conhecem o suficiente para entender o que lhe dá prazer e entender que a felicidade está em coisas simples. Está muitas vezes em buscar não se endividar comprando o que nãopode para provar algo à nossa crítica sociedade. Dia desses, vi uma menina de 11 anos com algumas notas de 100 reais na mão. A cena me chamou a atenção e, alguns dias depois, vi algumas crianças pobres amontoadas na rua. Não estou proponho uma revolução socialista, acho apenas que talvez os budistas estejam certos: a chave para vida está no equilíbrio.

"Valores vitais ou da vida. São aquelesvalores de que é portadora a vida, no sentido naturalista desta palavra, isto é, Bios. Cabem aqui o vigor vital, a força, a saúde, etc. Como se sabe, foram estes os valores que Nietzsche reputou os mais elevados de todos na sua escala axiológica, como os únicos mesmo. E ao que se chama biologismo ético ou naturalismo."
Segundo Nietzsche, a sociedade está "impedida de pensar. Para existirliberdade, o Homem tem que "matar Deus", livrar-se do racionalismo helénico!
Nietzsche quer destruir o racionalismo e a moral. A arte, pela sua natureza, é o lugar onde o homem se despe dos preconceitos pois o lado racional e moral ficam em segundo plano ou até desaparecem. Com isto acaba por propor que se acabe com a filosofia ocidental, racional e marcada pela religião, destruindo a "verdadeira"natureza humana.
Como solução aponta ao Homem os valores vitais contra os valores morais. Estes últimos, diz, "enfraquecem o homem, não o deixam distinguir o que verdadeiramente é". A necessidade da morte de Deus exige-a para permitir o nascimento da vontade de poder. Mesmo que essa vontade surja como irracional, cada um escolhe o seu destino e deixa nascer em si o "super-homem". O super-homemencarna a capacidade de se ultrapassar a si próprio, ultrapassar a cultura de matriz grega - é um renascimento de si próprio. É a exaltação da vida pela vida! Em última análise, o sentido do homem é o próprio homem!
Lido assim, Nietzsche surge como um deus para uns e como um perigo, para outros. Ao contextualizarmos o autor e a época poderemos falar de Nietzsche como um mestre da estética, dametáfora, da ironia; como um crítico mordaz, como alguém que entendeu a filosofia como um protesto contra todas as servidões, demolidor das teorias escravizantes, comprometido com a mudança toma-se de linguagem excessiva com facilidade, cheio de força na busca do sentido que o ocidente foi perdendo pelo caminho. Como ele diz ironizando, tudo ficou "humano, demasiado humano!". A sua filosofia torna-se...
tracking img