Contabilidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 48 (11892 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Revista de Estudos Politécnicos Polytechnical Studies Review 2007, Vol IV, n.° 7, 007-040

ISSN: 1645-9911 Teoria da Contabilidade – Uma interpretação

Teoria da Contabilidade – Uma interpretação –
Hernâni O. Carqueja*

Estrutura Conceptual e Teoria da Contabilidade
Nas VI Jornadas de Contabilidade, em Lisboa, Jorge Tua Pereda (1996:331) esclareceu assim o conteúdo de uma estrutura, ouquadro, conceptual (realces acrescentados): “uma interpretação da Teoria Geral da Contabilidade, mediante o qual se estabelecem, através de um itinerário lógico dedutivo, os fundamentos teóricos em que se apoia a informação financeira”. Este escrito é um comentário sobre o entendimento da expressão “uma interpretação da Teoria Geral da Contabilidade”, face às diferenças de conteúdo dos textos em quese apoia, quando existe, a disciplina de Teoria da Contabilidade, e à ideia, prevalecente, que a academia está dividida entre vários paradigmas de teoria contabilística. A expressão “Teoria Geral da Contabilidade” não tem acolhimento generalizado como designação de disciplina académica e, nas escolas em que existe “Teoria da Contabilidade”, esta pode corresponder a conteúdos tão diversos como osexemplificados pelos textos de Kam (1990) “Accounting Theory”, de Watts e Zimmerman (1986) “Positive Accounting Theory”, editados por Hopwood e Miller (1994) “Accounting as Social and Institutional Practice”, de Christensen e Demski (2003) “Accounting Theory”, ou ainda pelos de Moisés Garcia(2002) “Contabilidad y Circulación Económica” ou Lopes de Sá (1998) “Teoria da Contabilidade”. O primeiro dostextos, Accounting Theory, de Kam (1990), é um entre mais de uma dúzia de textos destacando situações e problemas profissionais; correspondendo a uma abordagem pragmática, com pendor ora descritivo ora dedutivo, e prescritivo. Kam elege como melhor método o dedutivo (1990:42) mas aceita (1990:46, tradução) “a consistência de opiniões sobre certas presunções ou postulados”.
* Professor AssociadoConvidado da Faculdade de Economia da UP ROC nr. 1 (susp. vol.), TOC, Analista Financeiro

7

Hernâni O. Carqueja

O texto “Positive Accounting Theory” desde início evidencia a ligação com o correspondente programa de pesquisa e a metodologia de apoio, a PAR, tem como objectivo principal (Watts e Zimmernan,1986:2, tradução) “explicar e prever a prática contabilística”. Parte significativa dosartigos publicados nos últimos anos, quer na “The American Accounting Review” quer na “European Accounting Review”, enquadra-se no mesmo paradigma de estudo e, dado o acolhimento destas revistas, pode considerar-se que corresponde à corrente predominante em 2007. O título do conjunto de artigos editados por Hopwood e Miller abre com o texto de Peter Miller(1999/1994) “Accounting as social andinstitutional practice: an introdution”, mas os artigos seguintes têm grande abrangência em variedade de assuntos, mantendo como pano de fundo a perspectiva evidenciada no título do artigo de Hoskin e Macve (1999/1994) “Writing, examining, disciplining: the genesis of accounting ‘s modern power”. O livro de Christensen e Demski (2003) que tem como subtítulo “An Information Content Perspective”, nãoestá focado na prática existente, mas sim na análise no valor de informação veiculado pela contabilidade. A utilidade da informação contabilística possível é analisada com base em modelos onde a incerteza está sempre em destaque. Moisés Garcia (2002:XVII, tradução) logo na apresentação do livro anota que “difere significativamente dos tratados sobre teoria económica padrão e dos tratados decontabilidade”. Este, como outros textos, por exemplo o de Cherny et al (1992), centrado em problemas de medida, afasta-se dos paradigmas mais divulgados que visamos comentar. Também não consideraremos a abordagem de Lopes de Sá (1998) no livro “Teoria da Contabilidade”, que é caracterizada pelo seguinte conceito (1998:42, ortografia de Portugal) “Contabilidade é a ciência que estuda os fenómenos...
tracking img