Contabilidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3355 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CEPPEV

Centro de Pós-Graduação e Pesquisa
Fundação Visconde de Cairu

A Contabilidade de Custos e os Princípios Fundamentais de Contabilidade

Trabalho - Artigo apresentado à Cadeira de Tópicos Especiais de Custos 1, como parte das exigências para aprovação do curso de Mestrado em Contabilidade

Dílson Cerqueira da Silva

FundaçãoVisconde de Cairu

CEPPEV – Centro de Pesquisa e Pós-Graduação Visconde de Cairu

MESTRADO EM CONTABILIDADE

DISCIPLINA: TÓPICOS ESPECIAIS DE CUSTOS 1

PROF: Dr. OLÍVIO KOLIVER

Artigo

A Contabilidade de Custos e os Princípios Fundamentais de Contabilidade

Mestrando Dílson Cerqueira da Silva*
Revisão: ProfªValdelice Sena Conceição*.

* Professores da Universidade Católica do Salvador - UCSal.

Introdução

Num mundo “globalizado”, onde a comunicação ocupa um papel de destaque percebemos que as discussões da Contabilidade avançaram, mas ainda falta muito para alcançarmos uma linguagem única, universal.

Observamos que a busca por princípios aceitos internacionalmente é muitogrande, porém, o que visualizamos em nossa literatura ainda deixa a desejar quanto a sua característica evolutiva, principalmente pelo fato do nosso livro-texto principal[1] ser de origem norte-americana e, sendo pragmática, entender a Contabilidade como um conhecimento voltado apenas para informações técnicas, divulgações e apresentações de relatórios a gestores. Ainda consideram em seu referencialteórico que a Contabilidade e seus padrões devem ser fixados por normas de conteúdo não científicas, determinadas pelos setores de influência daqueles que as produzem.

Os pesquisadores norte-americanos, ao discutirem os Princípios Fundamentais de Contabilidade - PFC, menospreza-os, nas suas bases científicas, tendendo suas opiniões para o tecnicismo contábil.

O nosso propósito aquié estudar os efeitos do conhecimento dos PFC`s aplicados na Contabilidade de Custos, considerando o conteúdo correspondente às discussões científicas dos princípios em Contabilidade, suas relações no momento da contabilização e apropriação de custo numa organização, fazendo a abordagem por autores. Buscamos também, neste artigo, tecer comentários sobre as conseqüências da não universalização dosPFCs, no entanto, não pretendemos esgotar o assunto nem discutir os efeitos desta em todos os países. Isso ocorre por entendermos que além de possuirmos elementos para esse esgotamento, uma discussão sobre esse tema teve ter posicionamentos, mas só uma pesquisa mundial daria condições para uma assertiva tão complexa.

Os efeitos dos Princípios na Contabilidade de Custos.

Antes dediscutirmos o que fazer frente à concepção de princípios contábeis é salutar que definamos o que é custo, segundo a nossa concepção, e as diferenças entre este e despesa para que fiquem claras as posições que serão tomadas em seguida.

Leone classifica e demonstra as diferenças considerando custos como o valor dos fatores de produção consumidos por uma firma para produzir ou distribuir produtos ouserviços, ou ambos e que as despesas definem os gastos imediatamente consumidos ou o consumo lento de gastos de investimentos à medida que estes vão sendo utilizados pelas operações; por gastos ele considera ser aquilo que é utilizado para definir as transações financeiras em que há ou a diminuição do disponível ou a assunção de um compromisso em troca de algum bem de investimento ou bem deconsumo. A fim de demonstrar o aspecto contábil por hora exposto, de forma mais objetiva o Professor George Leone traçou o fluxograma abaixo: [pic]

Segundo (Hendriksen & Van Breda, 1999:232) “... despesas constituem o uso ou consumo de bens e serviços no processo de obtenção de receitas”.

Além dos conceitos de Leone, Hendriksen e Van Breda já apresentados buscamos também outros...
tracking img