Contabilidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1039 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Através do presente trabalho pretendo despertar, desenvolver ou criar um alto nível de informação ligada as amortizações contabilísticas.
Amortização consiste em registar a perda do valor de um activo imobilizado, ou seja, repartir o Custo de uma imobilização pelos exercícios abrangidos pela sua vida útil ou duração económica.

AMORTIZAÇÕES
Amortização é a operaçãocontabilística que visa, simultaneamente, a imputação do custo de
Utilização dos imobilizados pelos diversos anos económicos e actualização (depreciação) desses
Mesmos bens. E é avaliada basicamente através da vida física, e vida útil.
Vida física: intervalo de tempo em que o bem está em boas condições de funcionamento.
Vida útil/vida económica: deve-se ter em conta a vida física e ainda a perda de valorresultante de
Inovações tecnológicas ou obsolescência.
Regra geral: vida económica <vida física
Cálculo das quotas de amortizações
Critérios de base teórica:
- Critérios rígidos: as quotas de amortização são fixadas à data da aquisição de bens
Imobilizados (têm apenas em atenção o factor tempo).
- Critérios elásticos: as quotas de amortização são fixadas no fim de cada período a queRespeitam e em função de determinados acontecimentos.

Visto que já falamos dos critérios rígidos vamos agora falar dos elásticos

Critérios elásticos

- Critério do desgaste funcional
Neste critério as quotas de amortização são proporcionais à utilização das imobilizações. São
determinadas com base em unidades que exprimem a actividade desenvolvida pelo
imobilizado, durante os sucessivosexercícios da sua vida útil ou económica.
Q= Va-VoU |
Os valores das quotas unitárias e anual de amortização, serão respectivamente :

Qt = Q.ut |
Vt=Va-1tQt |


em que :
- U = representa o numero de unidades de actividade durante a vida útil do imobilizado.
- Q = quota de amortização por unidade de actividade prevista.
- ut = numero de unidades deactividade desenvolvida no ano t.
- va valor de aquisição do imobilizado.
- Vo = valor residual (valor atribuído ao imobilizado no fim da vida útil).
- Qt = quota de amortização do período t.
- Vt = valor contabilístico no ano t.
- Qt= amortização anual.

A principal vantagem deste critério é de proporcionar a contabilização anual de um custo
(amortização) que se aproxima do grau deutilização do bem imobilizado.
Como desvantagens são de referir por um lado, que com este critério não haverá amortização
no período em que o bem imobilizado esteja inactivo e por outro, que as quotas de amortização
são calculadas em função de um coeficiente estimado com na actividade prevista para o bem
imobilizado.

- Critério da base dupla
Este critério resulta da combinação dos critérios dasquotas constantes e do desgaste funcional
A quota anual de amortização em cada exercício é igual à diferença entre a maior das
amortizações acumuladas no exercício e a maior das amortizações acumuladas no exercício
anterior, calculadas de acordo com cada um dos critérios citados.

Qt = max.[1tQtQc;1tDt(Df)]- max.[1t-1QtQc;1t-1Qt(Df)] |

Em que:
QC – Quotas Constantes
DF – DesgasteFuncional

Tem como vantagem conjugar o desgaste provocado pelo uso físico com o decorrer do
uso temporal
Como inconveniente é de apontar os laboriosos cálculos a que obriga.


Exemplo

Uma empresa comprou uma máquina por 21.000 € e estima a sua vida útil em 5 anos e o valor residual, no fim deste período, em 1.000 €. A actividade prevista é de 25.000 horas. Qual será o plano de amortizaçõessegundo o método de desgaste funcional e da base dupla?
Supondo que as horas efectivamente laboradas foram: U1 = 4.000 horas; U2 = 7.000 horas; U3 = 5.000 horas; U4 = 5.000 horas e U5 = 4.000 horas.
Resolução:
A quota unitária será:
Q = (21.000 – 1.000) / 25.000 = 0,8 €/hora
Qt = 0,8x4.000=3.200 conforme o quadro ja demonstra.
Segundo o método da linha recta ter-se-á uma...
tracking img