Contabilidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2186 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TEORIA DA CONTABILIDADE – PROF. ESP. JEFFERSON AMARAL
Prof. Jefferson Amaral é Bacharel em Ciências Contábeis, Especialista em Controladoria Governamental e Docência do Ensino
Superior. Atua como empresário contábil e docente na UFPI e UESPI. Email: jeffersonramelo@hotmail.com, twitter:
@amaral_prof, blog: profjeffersonamaral.blogspot.com
Página 2
2.1. Escola do pensamento contábil
Escolasdo pensamento contábil foi um conjunto de teorias defendidas por
vários estudiosos em vários momentos do processo histórico contábil, e também em
diferentes regiões com área de concentração maior no continente europeu, pois ali se
constitui o berço da contabilidade, mais pontualmente na Itália. Essas teorias sempre
foram muito debatidas por outros estudiosos, derrubadas ou reaproveitadas paraconstrução de novas teorias. O certo é que nos dias atuais não podemos dizer que
adotamos uma ou outra escola, mas sim que fazemos parte do conjunto delas.
2.1.1. Escola Contista
Alguns autores consideram esta escola como a primeira em que estudiosos
teorizaram a respeito da contabilidade. Surgiu no século XV e foi até o século XVIII.
Foi a escola de maior duração. Tinha como objeto deestudo as contas. Teve como fato
relevante neste período a Teoria das Cinco Contas Gerais de De Granges (1795),
resumindo as transações do comércio nas seguintes contas:
1- Mercadorias
2- Caixa
3- Contas a receber
4- Contas a pagar
5- Lucros e perdas
Dentro dessa teoria a sistemática do débito e do crédito funcionava da seguinte
forma, segundo Iudícibus, Marion e Faria (2009) “debitar aqueleque recebe e creditar
aquele que fornece”. Como essas relações de debitar e creditar são pessoais. De Granges
imaginou que todas as contas representam o comerciante e, por isso, ele é “devedor”
quando recebe e “credor” quando fornece.
A escola Contista perde influência devido à falta de suporte teórico, pois as
contas não são a causa, mas o efeito que expressa fenômeno patrimonial. Logo umaciência não se dedica ao estudo do efeito, mas da causa como objeto de observação e
análise.
A grande contribuição dessa escola para nossos dias é que até hoje utilizamos,
ou organizamos a nossa contabilidade através de um sistema de contas, ou seja, a
contabilidade é organiza através de um plano de contas adaptado as atividades
empresariais.
2.1.2. Escola personalista
Conhecida também comoescola toscana, esta escola surgiu em confronto com a
escola contista, pois afirmasse que as contas deveriam ter tratamento personificado.
Teve como principais teóricos Giovanni Rossi (1882), Giuseppe Cerboni (1886),
Francesco Marchi (1867) e Hypolitte Vannier (1844). Assim as contas poderiam ser
organizadas da seguinte forma, segundo Marchi:
TEORIA DA CONTABILIDADE – PROF. ESP. JEFFERSONAMARAL
Prof. Jefferson Amaral é Bacharel em Ciências Contábeis, Especialista em Controladoria Governamental e Docência do Ensino
Superior. Atua como empresário contábil e docente na UFPI e UESPI. Email: jeffersonramelo@hotmail.com, twitter:
@amaral_prof, blog: profjeffersonamaral.blogspot.com
Página 3
1 – contas do proprietário
2 – contas dos gerentes ou dos administradores
3 – contas dosconsignatários
4 – contas dos correspondentes
4.1. contas patrimoniais
4.2. contas dos gerentes
4.3. contas pessoais ou dos correspondentes
Segundo Coelho e Lins (2010), as proposições da escola personalista estão
pautadas na responsabilidade pessoal entre os gestores e colaboradores e também com a
substância patrimonial da entidade.
2.1.3. Escola administrativa
Também conhecida como EscolaLombarda (Lombardia, norte da Italia onde
teve origem), materialista ou ainda materialista substancial. Originou-se na Itália, no
século XIX. Teve como principais teóricos Francesco Villa (1840) e Fábio besta (1891).
A administração da entidade passou a ser o alvo central dos estudiosos de
contabilidade. A contabilidade não apenas uma técnica de informação, mas algo maior
que se encontra...
tracking img