Contabilidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1084 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Mudanças e o Mundo Corporativo
O século 21 nasceu sob uma ordem econômica realmente nova – a dos mercados emergente. A dinâmica desse mundo espelha, cada vez mais, a força de países que, uma ou duas décadas atrás, não passavam de coadjuvantes do desenvolvimento. É nesse novo cenário que o Brasil, antes referido como “eterno país do futuro”, vem galgando espaços e se aproximando dosprotagonistas da economia global. No entanto, para que este país continue a avançar e oferecer oportunidades aos líderes empreendedores que quiserem crescer com ele é preciso conhecê-lo mais a fundo, aprofundando-se na sua geografia. É necessário entender as vocações do Brasil e explorar melhor o potencial de negócios de suas próprias fronteiras emergentes.
Em um estudo inédito realizado pelaDeloitte para a revista EXAME, com o apoio da Urban Systems, foram identificadas as microrregiões mais promissoras do país, que apresentam uma curva de crescimento real e, mais importante, sustentável. A partir delas pode se redesenhar o mapa econômico do novo Brasil. O estudo foi criado durante o primeiro semestre de 2011e atualizado ao final do na, a partir deuma metodologia exclusiva que analisou o Produto Interno Bruto(PIB) per capta, a empregabilidade e outros indicadores econômicos para chegar ás microrregiões brasileiras mais dinâmicas, excluindo aquelas já consolidadas e amplamente conhecidas. Entre as regiões destacadas na pesquisa, um ponto em comum: todas têm como motor de crescimento as commodities: agricultura, mineração, energia oulogística de distribuição desses produtos. Apesar de se tratar de produção primária, se vê muita tecnologia empregada, demanda de profissionais gabaritados e toda a cadeia produtiva acionada, alavancando o crescimento das cidades e de seus entornos. Com invejáveis riquezas naturais e território de tamanho continental, oBrasil coleciona números impressionantes: tem a maior agricultável do planeta - e só 7,3% são utilizadas. É líder na produção de vários produtos (soja, cana-de-açúcar, café, laranja, frango, carne bovina e outros), figura como o segundo maior produtor de ferro do mundo e desponta com um dos maiores potenciais energéticos, principalmente por conta do pré-sal.
Em meio a um cenário de crise naEuropa e desaceleração da economia norte-americana, que reduziu o número de países viáveis ao fluxo de capital internacional, o Brasil segue sua rota como polo de atração de investimentos. Com um histórico de internacionalização recente, e em alguns casos, de falta de uma estrutura robusta para realizar estudos prévios sobre as particularidades do ambiente de negóciosbrasileiro, as companhias de pequeno e médio porte procuram ingressar no país por meio de parceiros locais. A maioria é de startups – empresas que chegam ao país pela primeira vez ou que retomam um contato que não dado certo antes – e subsidiárias de multinacionais. A carga tributária é outro desafio e pesa contra a competitividade no país, pois embora seja considerada a sexta maior economia domundo, o Brasil ocupa hoje a 53ª posição no ranking global de competitividade do Fórum Econômico mundial. Para os norte-americanos, as maiores dificuldades, estão na burocracia do estado e no sistema tributário, que diferem muito dos encontrados nos Estados Unidos.
Pela primeira vez na história cinco gerações estão trabalhando simultaneamente nas companhias brasileiras e uma das principais razõesdeste fenômeno é que muitos profissionais têm adiado sua aposentadoria por diferentes motivos. Se trocavam o terno e o tailleur pelo pijama aos 50 anos, agora é comum concluírem suas carreiras depois dos 65. No entanto tamanha diversidade tem causado um efeito colateral: os conflitos de relacionamento. O que se vê na prática é que esses trabalhadores possuem perspectivas, aspirações e visões de...
tracking img