Contabilidade - receitas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1435 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

A questão primordial na contabilização da receita é determinar quando e por quanto reconhecê-la. A receita deve ser reconhecida quando for provável que benefícios econômicos futuros, fluirão para a entidade, e esses benefícios possam ser confiavelmente mensurados, na qual, deve ser mensurada pelo valor justo da retribuição recebida ou a receber.
Receita é o ingressobruto de benefícios econômicos durante o período proveniente das atividades ordinárias da entidade que resultam no aumento do seu Patrimônio Líquido, exceto as integralizações dos proprietários.
A receita inclui somente os ingressos originários de suas próprias atividades. As quantias cobradas por conta de terceiros – tais como tributos sobre vendas, tributos sobre bens e serviços e tributossobre valor adicionado, não são benefícios econômicos que fluam para a entidade, e consequentemente, não resultam em aumento do patrimônio líquido.
O Pronunciamento identifica as circunstâncias em que esses critérios serão satisfeitos para que a receita seja reconhecida, e também proporciona orientação prática na aplicação desses critérios.
A receita é definida no Pronunciamento ConceitualBásico Estrutura Conceitual, para a Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis, como aumento nos benefícios econômicos durante o período contábil, sob a forma de entrada de recursos ou aumento de ativos ou diminuição de passivos, que resultam em aumentos do patrimônio líquido da entidade, e que não sejam provenientes de aporte de recursos dos proprietários da entidade. As receitasenglobam tanto as receitas propriamente ditas como os ganhos, a mesma surge no curso das atividades ordinárias da entidade, e é designada por uma variedade de nomes, tais como vendas, honorários, juros, dividendos e royalties.
O objetivo deste Pronunciamento é estabelecer o tratamento contábil de receitas provenientes de certos tipos de transações e eventos. A questão primordial nacontabilização da receita é determinar quando reconhecê-la, que ocorre quando for provável que benefícios econômicos futuros fluam para a entidade e esses benefícios possam ser confiavelmente mensurados. Este Pronunciamento identifica as circunstâncias em que esses critérios são satisfeitos e, por isso, a receita deve ser reconhecida. Ele também fornece orientação prática sobre a aplicação desses critérios.Bens e vendas

Nas vendas de bens avaliação do momento em que a entidade transfere os riscos e benefícios significativos da propriedade para o comprador, exige o exame das circunstâncias da transação. Na maior parte dos casos a transferência dos riscos e dos benefícios inerentes à propriedade, coincide com a transferência da titularidade legal ou da transferência da posse do ativopara o comprador, tais casos são típicos das vendas a varejo. Em outros casos, porém, a transferência dos riscos e benefícios da propriedade, ocorre em momento diferente da transferência da titularidade legal ou da transferência da posse do ativo, se a entidade retiver riscos significativos da propriedade, a transação não é uma venda e a receita não pode ser reconhecida. A retenção de riscosignificativo inerente à propriedade pode ocorrer de várias formas.
A receita só deve ser reconhecida quando for provável que os benefícios econômicos associados à transação, fluirão para a entidade, em alguns casos específicos, isso só pode ser determinado quando do recebimento ou quando a incerteza for removida. Por exemplo, pode ser incerto que a autoridade governamental estrangeira, concedapermissão para que a entidade compradora remeta o pagamento da venda efetuada a um país estrangeiro, quando a permissão for concedida, a incerteza desaparece, e a receita deve ser reconhecida. Quando surgir uma incerteza relativa à realização de valor já reconhecido na receita, o valor incobrável ou a parcela do valor cuja recuperação é improvável, devem ser reconhecidos como despesa e não como...
tracking img