Contabilidade geral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2914 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
DANIEL FERREIRA RA: 404362
GERMANO JOSÉ FELICIANO RA: 989898
ÚRSULA FERREIRA RA: 404358

POLO: SÃO JOÃO DA BOA VISTA - SP

TRABALHO DE CIÊNCIAS SOCIAIS
ADMINISTRAÇÃO
PROFESSORA: PROFA. CLAUDIA REGINA BENEDETTI
TUTOR PRESENCIAL: EDUARDO FERREIRA DA CONCEIÇÃO

PASSO 2
A realidade e o indivíduo (a geração doconhecimento).
A relação do individuo e o mundo social é ditada pela percepção do mundo que o indivíduo tem, que passar o seu conhecimento, e que constrói influenciado pelo próprio mundo e pelo seu significado subjetivo.
Assim a realidade social vai se reforçando se moldando na dialética da facticidade realidade e Eventuais desvios radicais da ordem institucionalizada.
A citada construção se da emtrês níveis: indivíduo (como citado),grupo e sociedade.
O indivíduo percebe os fatos, aplica nesses fatos seus valores e obtém seu conhecimento, formando assim sua ideologia individual, ou seja, conjunto de ideias individuais, seus valores. Numa segunda instancia, observa-se que esse indivíduo pertence a vários grupos, ou a uma classe, e suas ideias também ajudaram a formar a ideologia dessesgrupos e dessa classe juntamente com o contexto social que esta inserido.
Os Fundamentos do Conhecimento da Vida Cotidiana
A realidade da vida cotidiana é expressa representada por sinais e pela linguagem. Isto é fundamental para que ocorra a objetivação, ou seja, o fato de transferir conhecimento.
E esta análise do papel da linguagem é válido não só com relação aos fatos associados aos outrosmas também ao associado “comigo” . É a linguagem um elemento fundamental para “ falar de si mesmo e até conhecer a si mesmo”.
A sociedade como realidade objetiva
A sociedade é um produto humano. A sociedade é uma realidade objetiva.
O homem é um produto social, gerando a dialética do Homem criador X Homem criado.
Afirmando o processo de institucionalização, devemos considerar que o indivíduoanalisa seu mundo social pela ótica construída a partir de próprio mundo. As instituições requerem e determinam um conjunto de papéis para os indivíduos.
A sociedade como realidade subjetiva
Tudo que um indivíduo objetiva é algo socialmente condicionado. É condicionado pelo que ele é e pelo aquilo que ele fala, pelo seu estudo, pelo seu vocabulário, enfim pelo seus valores. A sociedadeinfluencia na objetivação particular pois o indivíduo a interioriza primeiro antes de formar sua opinião através do conhecimento.
Passo 3:
Se o indivíduo participa do processo de interiorização-subjetivação-objetivação, sente-se participante da sociedade e forma e transforma a sociedade subjetiva.
“A construção Social da Realidade”. A realidade, entendida como fenômenos que existem indepentes denossas vontades, é construída por uma conjunção de fatores sociais, decorrente da ação humana. A abordagem complementar apresenta a dialética comentada em toda a obra: O homem constrói a realidade social ao mesmo tempo em que por ela é influenciado. Sustentada pela realidade da vida cotidiana, a sociedade se apresenta em duas perspectivas complementares, como realidade objetiva e realidade subjetiva.A primeira com seus mecanismos básicos de institucionalização e legitimação. A segunda a partir do processo de interiorização da primeira com seus mecanismos de interiorização independente ou não das estruturas sociais, complementados pela teoria da identidade pela relação entre o organismo e a identidade, dando ao indivíduo uma condição única na sociedade, embora por ela influenciada.
Estacondição do indivíduo na sociedade é construída tendo como elementos básicos tantos os aspectos culturais do qual o indivíduo está inserido, quanto as escolhas e critérios de decisão do indivíduo.
Assim, ele não assume apenas papel de fantoche ,mas também de ator, embora fortemente influenciado pela realidade. Esta possibilidade de assumir o papel de ator e não de fantoche, é que move e constrói a...
tracking img