Contabeis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1896 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cuiabá – MT 16 de Agosto de 2010.
ATIVIDADE.

1) QUAL A FINALIDADE PARA A CRIAÇÃO DA SUPERINTENDÊNCIA DA MOEDA E DO CRÉDITO (SUMOC)?

A SUMOC foi instituída através do Decreto-Lei nº 7.293, de 2 de fevereiro de 1945 com a finalidade de exercer o controle do mercado monetário no Brasil, por exigência do Banco Mundial e do FMI, preparando a organização de um Banco Central. Era subordinado aoMinistério da Fazenda e tinha como seu dirigente máximo o Diretor Executivo, orientada por um Conselho presidida pelo Ministro da Fazenda, também composto pelos seguintes membros: o Presidente do Banco do Brasil S.A., os diretores da Carteira de Câmbio, da Carteira de Redesconto, da Caixa de Mobilização e Fiscalização Bancária, além do Diretor Executivo da Superintendência. Além disso, o DiretorExecutivo representava o Brasil junto a organismos internacionais, assim como atualmente, quem representa é o Presidente do Banco Central do Brasil



2) A PRIMEIRA FASE DA EVOLUÇÃO HISTÓRICA DO SISTEMA BRASILEIRO FOI DESDE A CHEGADA DA FAMÍLIA REAL ATÉ A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL, E A QUARTA FASE VEIO ATRAVÉS DA GRANDE REFORMA FINANCEIRA (1964) ATÉ OS DIAS DE HOJE. QUAIS SÃO OS PRINCIPAISEVENTOS DE CADA UMA DESSAS FASES?

Em 1808 chegando ao Brasil a família real portuguesa, D. João VI revogou o alvará, abriu os portos ao comércio exterior e fixou taxa de 24% para produtos importados, exceto para os portugueses que foram taxados em 16%. Em 1810, através de um contrato comercial com a Inglaterra, foi fixada em 15% a taxa para as mercadorias inglesas por um período de 15 anos. Nesteperíodo, o desenvolvimento industrial brasileiro foi mínimo devido à forte concorrência dos produtos ingleses que plenamente "invadiram" o mercado consumidor brasileiro.
Em 1828 foi renovado o protecionismo econômico cobrando-se uma taxa de 16% sobre os produtos estrangeiros, agora para todos os países, sem exceção. Porém essa taxa era ainda insuficiente para promover algum desenvolvimentoindustrial no País.
Em 1844 o então Ministro da Fazenda Manuel Alves Branco decretou uma lei (Lei Alves Branco) que ampliava as taxas de importação para 30% sobre produtos sem similar nacional e 60% sobre aqueles com similar nacional. Assim, algumas atividades industriais do país foram protegidas.
Em 1846 a indústria têxtil obteve incentivos fiscais e, no ano seguinte, as matérias-primas necessárias àindústria do país receberam isenção das taxas alfandegárias.
Mas nem esses incentivos foram suficientes para alavancar o desenvolvimento industrial. A escravidão ainda estava presente. Faltavam trabalhadores livres e assalariados para constituir a base do mercado consumidor. Além disso, as elites enriquecidas pelo café ainda não estavam dispostas a investir na indústria.
Em 1850 é assinada a LeiEusébio de Queirós proibindo o tráfico de escravos, e que trouxe duas conseqüências importantes para o desenvolvimento industrial:
• Os capitais que eram aplicados na compra de escravos ficaram disponíveis e foram aplicados no setor industrial.
• A cafeicultura que estava em pleno desenvolvimento necessitava de mão-de-obra. Isso estimulou a entrada de um número considerável de imigrantes, quetrouxeram novas técnicas de produção de manufaturados e foi a primeira mão-de-obra assalariada no Brasil. Assim constituíram um mercado consumidor indispensável ao desenvolvimento industrial, bem como força de trabalho especializada.

O setor que mais cresceu foi o têxtil, favorecido em parte pelo crescimento da cultura do algodão em razão da Guerra de Secessão dos Estados Unidos, entre 1861 e1865.
Na década de 1880 ocorreu o primeiro surto industrial quando a quantidade de estabelecimentos passou de 200, em 1881, para 600, em 1889.
Esse primeiro momento de crescimento industrial inaugurou o processo de Substituição de Importações.
No Brasil, ocorreu, em 1964, uma reforma geral do sistema monetário-creditício e, em seguida, a reforma financeira (redefinição das funções financeiras)....
tracking img