Consumo de frutas, verduras e legumes por crianças

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1716 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CONSUMO DE FRUTAS, VERDURAS E LEGUMES POR CRIANÇAS
Mayara Sthefany Pincela Pistori, Orientadora: ?

RESUMO
O presente trabalho tem como objetivo principal evidenciar a importância de uma alimentação balanceada contendo frutas, verduras e legumes para crianças de cinco a dez anos, para evitar problemas secundários, como a dislipidemia, a hipertensão e a intolerância à glicose, consideradosfatores de risco para o diabetes melittus tipo 2 e as doenças cardiovasculares, relacionados ao aumento de alimentos calóricos.

INTRODUÇÃO
A formação dos hábitos alimentares inicia-se com a bagagem genética que interfere nas preferências alimentares e que vai sofrendo diversas influências do meio ambiente: tipo de aleitamento recebido nos primeiros seis meses de vida; a maneira como foramintroduzidos os alimentos complementares no primeiro ano de vida; experiências positivas e negativas quanto à alimentação ao longo da infância; hábitos familiares; condição socioeconômica, entre outros (PHILIPPI, 2006; VITOLO, 2008).
A família é responsável pela formação do comportamento alimentar da criança através da aprendizagem social, tendo os pais o papel de primeiros educadoresnutricionais (RAMOS & STEIN, 2000).

REVISÃO DE LITERATURA
A maioria das verduras e dos legumes é fonte de vitaminas (vitamina C, as vitaminas do complexo B e a provitamina A), minerais (ferro, cálcio, potássio e magnésio) e fibras (solúveis e insolúveis) (ORNELLAS, 20013; ORNELLAS, 20014; PHILIPPI, 20063). As frutas são consideradas fonte de vitaminas, minerais, carboidratos (glicose,frutose, sacarose, amido, pectina, celulose) e fibras, as frutas contêm pouquíssima proteína e gordura (ORNELLAS, 2001²; PHILIPPI, 2006¹).
A alimentação da criança desde o nascimento e nos primeiros anos de vida tem repercussões ao longo de toda a vida do indivíduo (MONTE & GIUGLIANI, 2004; VITOLO, 2008). As crianças amamentadas, quando comparadas com as não-amamentadas, apresentaram melhoreshábitos no que se refere à época de introdução dos alimentos complementares (VIEIRA, et al., 2004). Do ponto de vista nutricional, algumas características da criança a tornam mais vulnerável do que o adulto, especialmente nas fases de crescimento intenso, como no primeiro ano de vida e na adolescência (BRESOLIN et al.). Deve-se prevenir a obesidade infantil com medidas adequadas de prescrição de dietana infância desde o nascimento (MELLO, et al., 2004).
Na fase pré-escolar (1 a 6 anos) as crianças apresentam características fisiológicas e comportamentais que devem ser levadas em consideração pelo nutricionista (volume gástrico pequeno, apetite inconstante, sistema metabólico e digestivo com funções comparáveis ao do indivíduo adulto) (VITOLO, 2008). Na fase escolar (7 anos até apuberdade), apesar da melhor aceitação de preparações alimentares diferentes, estes iniciam um comportamento sedentário (origem social ou cultural) (VITOLO, 2008).
Tanto nos países em desenvolvimento como nos desenvolvidos vem ocorrendo, nos anos recentes, aumento na disponibilidade calórica da dieta, pelo maior consumo de gorduras, especialmente as de origem animal e de açúcar (BRESOLIN et al.).Segundo Quaioti & Almeida (2006), os fatores externos merece destaque a questão ligada à propaganda de alimentos e a influência cada vez maior da mídia na determinação da dieta dos indivíduos de países desenvolvidos ou em desenvolvimento.
Em um estudo realizado por Garcia et al. (2011), observou-se que 48,2% das crianças não ingeriam nenhuma fruta e que 53,4% das crianças que consumiamrefeição de sal não ingeriam nenhuma hortaliça. Neste mesmo estudo constatou a deficiência de ferro na infância e déficit de estatura para idade apresentou alta prevalência.
Almeida et al. (2002) analisaram as propagandas das três maiores redes de canal aberto da televisão mostrando que o item mais freqüentemente veiculado foi alimentos, independente da rede de televisão, do horário de...
tracking img