Consultoria para uma empresa familiar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2379 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO




1 INTRODUÇÃO 3
1.1 A empresa 3
2 DESENVOLVIMENTO 4
2.1 PROPOSta de reestruturação e reorganização da empresa 4
2.2 IMPLEMENTAÇÃO DE AÇÕES 5
2.2.1 Definição de planejamento, organização, direção e controle. 5
2.2.2 Planejamento 5
2.2.3 Organização 5
2.2.4 Direção 6
2.2.5 Controle 6
3 Economia e sustentablidade 10
4 Posição do Sr. Eustáquio na empresa 11
5 Linhas decrédito disponíveis para a pequena empresa 13
6 CONSIDERAÇÕES FINAIS 15


INTRODUÇÃO



1 A empresa


Nas últimas décadas o mundo tem passado por um constate processo de globalização e as empresas que desejam sobreviver nesta nova realidade de mercado devem procurar se adaptar e consequentemente se manter competitiva neste novo ambiente comercial.
A empresa focodeste trabalho é a do Sr Eustáquio, ela é uma empresa do ramo de produtos plásticos que produz copos, pratos, talheres entre outros produtos para festas, atuante no mercado a mais de 40 anos e que durante todo este tempo o Sr. Eustáquio desempenhou todas as funções organizacionais da empresa.
A empresa atualmente conta com onze funcionários e está dividida em duas áreas sendoadministração e produção, está em condição financeira equilibrada não possuindo dividas a longo prazo, com seus fornecedores ou bancos, tendo sua capacidade de pagamento de dívidas considerada boa. No entanto a empresa possui poucos recursos para investimento, a folha de pagamento apesar de estar em dia possui baixos salários não havendo perspectiva de crescimento profissional a médio e longo prazo,provocando uma alta rotatividade de funcionários.
Este trabalho visa apresentar a reestruturação desta empresa a fim de torna-la atrativa para o mercado globalizado, dar mais motivação aos funcionários e melhores perspectivas de crescimento a médio e longo prazo.







DESENVOLVIMENTO

O artigo do SEBRAE descrito abaixo relata a realidade da empresa familiar noBrasil.
Pai rico, filho nobre, neto pobre. Esse dilema muitas vezes se transforma em pesadelo para os eventuais herdeiros dos grupos familiares. A maior preocupação das empresas familiares é a sua sobrevivência e, a maioria delas, enfrenta problemas existenciais ou estratégicos. O Brasil tem entre 6 a 8 milhões de empresas, sendo que 90% delas são empresas familiares. Seja grande,média ou pequena, as empresas familiares têm um papel significativo no desenvolvimento econômico, social e até político de vários países.
No Brasil, o perfil é diverso: da padaria ou tinturaria, a grandes corporações - como os grupos Votorantim e Pão de Açúcar, Klabin, Viação Garcia entre tantas outras que, juntas, somam dois milhões de empregos diretos no País. Outra boa notícia é aparticipação no Produto Interno Bruto (PIB): 12% do segmento agrobusiness, 34% da indústria e 54% dos serviços. Mesmo diante de números positivos, a preocupação para manter uma empresa familiar é grande. Só para ter idéia, de cada 100 empresas familiares brasileiras, 30% chegam na segunda geração e apenas 5% na terceira geração. Os números comprovam que muitas não conseguem sobreviver a estapassagem ou chegam lá com muita dificuldade. SEBRAE/SC - Artigos para MPE's Data Inclusão: 03/10/2005
Autor: Folha de Londrina Fonte: Folha de Londrina.

1 PROPOSta de reestruturação e reorganização da empresa

A fim de promover uma reestruturação na empresa, será apresentando abaixo uma proposta de estrutura organizacional a fim de melhorar o fluxo das funções desempenhadas por cadacolaborador. Isso se torna essencial para que a mesma tenha condições de competir com as grandes empresas atuantes no mercado e consequentemente crescer.
A empresa deverá adotar na sua estrutura organizacional o seguinte organograma:
[pic]
Onde:
Diretor / presidente Sr. Eustáquio
Produção um supervisor de produção e três colaboradores para produção.
Comercial um...
tracking img