Consciencia negra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6746 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cultura negra e educação

Cultura negra e educação
Nilma Lino Gomes
Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Educação

Denys Cuche (1999, p. 9), ao discutir a noção de
cultura nas ciências sociais, destaca que o problema
da cultura ou das culturas passa por um processo de
atualização tanto no plano intelectual, quanto no plano político. O autor inicia essa discussão já na Introdução doseu livro, com uma epígrafe do antropólogo
Marc Augé (1988). Nela, Marc Augé argumenta que,
nos últimos anos, na França, a cultura tem sido bem
mais destacada do que há tempos atrás. Segundo ele,
esse uso da palavra cultura, por mais descontrolado
que possa parecer, constitui por si mesmo um dado
etnológico.
Guardadas as devidas proporções, podemos observar que um fato semelhante vem ocorrendonos
últimos anos no Brasil, e mais especificamente no
campo da educação. Também entre nós, educadores e
educadoras, nunca se falou tanto em cultura quanto
hoje: cultura escolar, cultura da escola, diversidade
cultural, multiculturalismo, interculturalismo, sujeitos socioculturais, cultura juvenil, cultura indígena,
cultura negra...
Por mais que tal apelo à cultura possa significar
um modismopedagógico, ou o mais novo jargão da

Revista Brasileira de Educação

nossa área, ou uma mudança de paradigmas, acredito
que só o fato da palavra cultura começar a fazer parte
(ou voltar a fazer parte) do vocabulário educacional
já constitui um dado pedagógico que merece nossa
atenção. Constitui uma inflexão no pensamento educacional, fruto das mudanças ocorridas em nossa sociedade devido às ações edemandas dos movimentos
sociais, dos grupos sociais e étnicos.
Mas se a ênfase na discussão da cultura no campo
educacional se restringir ao simples elogio às diferenças ou ficar reduzida aos estudos do campo do currículo e da cultura escolar, corremos o risco de não explorar toda a riqueza que tal inflexão pode nos trazer.
A cultura, seja na educação ou nas ciências sociais, é mais do que um conceitoacadêmico. Ela diz
respeito às vivências concretas dos sujeitos, à variabilidade de formas de conceber o mundo, às particularidades e semelhanças construídas pelos seres humanos ao longo do processo histórico e social.
Os homens e as mulheres, por meio da cultura,
estipulam regras, convencionam valores e significações que possibilitam a comunicação dos indivíduos
e dos grupos. Por meio da culturaeles podem se adap-

75

Nilma Lino Gomes

tar ao meio mas também o adaptam a si mesmos e,
mais do que isso, podem transformá-lo. Segundo
Rodrigues (1986, p. 11), a cultura é como um mapa
que orienta o comportamento dos indivíduos em sua
vida social. Esse mapa é puramente convencional, e
por isso não se confunde com o território. Ele é uma
representação abstrata do território, submetida a umalógica que permite decifrá-lo. Dessa forma, ao refletirmos sobre o que é viver em sociedade e produzir
cultura, entenderemos a complexidade dessa situação:
significa que vivemos sob a dominação de uma lógica simbólica e que as pessoas se comportam segundo
as exigências dela, muitas vezes sem que disso tenham consciência. Podemos então inferir que a vida
coletiva, como a vida psíquica dos indivíduos,faz-se
de representações, ou seja, das figurações mentais de
seus componentes. Os sistemas de representação são
construídos historicamente; eles originam-se do relacionamento dos indivíduos e dos grupos sociais e, ao
mesmo tempo, regulam esse relacionamento. É a seguinte afirmação de José Carlos Rodrigues que se torna imprescindível para o campo educacional. Segundo ele, “o fato é que, uma vezconstituídos, os sistemas
de representações e sua lógica são introjetados pela
educação nos indivíduos, de forma a fixar as similitudes essenciais que a vida coletiva supõe, garantindo, dessa maneira, para o sistema social, uma certa
homogeneidade” (Rodrigues, 1986, p. 11).
Mas se as representações, as classificações, a
reciprocidade e tantos outras aspectos da cultura podem ser considerados como...
tracking img