Conjuntura brasileira de 1985

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1339 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CONJUNTURA ECONÔMICA BRASILEIRA DE 1985-1992 Governo Sarney: Mar/85 a Mar/90A recessão no período de 1981/83 contribuiu para melhorar o balanço depagamentos, revertendo o déficit existente na balança comercial emexpressivos superávits, mas não teve efeito sobre a inflação.No final do governo militar, a situação externa estava equacionada. Ossuperávits comerciais ocorreram em função da queda dasimportações(81/83) e expansão das exportações (84).As exportações cresceram devido a recuperação da economia mundial,incentivos ao setor exportador e a desvalorização cambial do ano anteriore maturação dos projetos do II PND.A nova republica se inicia com o seguinte quadro: a) Economia em crescimento b) Balanço de pagamentos equilibrado c) Inflação elevada em torno de 200%a.a. Cenário político -Colégio eleitoral elege Tancredo Neves. O mesmo adoece e o vice Jose Sarney assume. Em 86 terá eleições diretas para governador, Assembleia Constituinte e eleições diretas para presidente. O ministro Dornelles adotou uma série de medidas de austeridade fiscal e controle monetário-creditício, utilizando controle tarifário como forma de diminuir as pressões inflacionárias. A partir de Junho/85 seobservava aceleração inflacionaria. Sai Dornelles e entra Dilson Funaro (Ago/85). A aceleração inflacionaria no final de 85 e inicio de 86, levou ao lançamento do Plano Cruzado (28/02/86). PLANO CRUZADO Introduziu nova moeda, substituindo o cruzeiro pelo cruzado e definiu regras de conversão de preços e salários. Salários – manter o poder de compra dos últimos 6 meses + abono de 8%. Salário mínio idem+ abono de 16%. Introduziu gatilho salarial que seria acionado toda vez que a inflação atingisse 20%; Preços – Foram congelados no nível de 28/02/86. Exceção da energia obteve aumento de 20%. Cambio –Foi fixado no nível de 27/02/86 Alugueis – Valores médios recompostos por meio de fatores multiplicativos Ativos Financeiro – substituição da ORTN pela OTN e valor congelado por 12 meses. Contratospós-fixados os juros foram transformados em juros nominais. Proibido indexar contrato com prazo inferior a 01 ano (exceto a poupança). Contratos prefixados - foi introduzido a tablita com desvalorização de 0,45% ao dia (media da inflação dez/85 a 02/86). Inicio do plano ocorreu uma redução abrupta na taxa de inflação e teve grande apoio popular, graças ao congelamento de preços. Além da quedadainflação, destaca-se um

grande crescimento econômico. O aumento da demanda ocorreu em função dos seguintes fatores: a) b) c) d) e) Aumento real salário Exagerada oferta de moeda Diminuição no recolhimento de Imposto de Renda na fonte Consumo reprimido durante a recessão Expansão do crédito

O excesso de demanda provocou escassez de alguns produtos como é ocaso do Leite, carne e automóveis,gerando a cobrança de ágio. O governo tentou resolver o problema da oferta, sem abrir mão do congelamento, através de: isenções de impostos, subsídios, liberação de importação de produtos alimentícios. PLANO CRUZADO II (21/11/86) Visava controlar o déficit público com aumento da receita (aumento de tarifas e impostos). O aumento das tarifas e impostos foram repassados aos preços. Em fev/87 romperam-seo controle de preços. Corrigiu o valor da OTN (obrigação do tesouro nacional) , indexação voltou pior, pois os salários tinham reajustes mensais. Este novo pacote colocava uma política monetária restritiva. Aumento da taxa real de juros e restrição de crédito. A Economia desaqueceu. Houve perda de reservas em função do saldo negativo na balança comercial. Brasil decretou moratória em Fev/87.EmAbril de 87 a inflação superou os 20%a.m.. Saiu Funaro e entrou Bresser Pereira. PLANO BRESSER (12/06/87) Objetivo principal era evitar a hiperinflação Principais medidas: a) b) c) d) e) f) g) Congelamento de salários por 03 meses Congelamento de preços por 03 meses Desvalorização cambial 9,5% Congelamento de aluguéis Tablita 15% a.m. Criação da Unidade Referencial de Preços (URP) Mudança da base...
tracking img