Conforto ambiental

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2881 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Conforto Ambiental I:
Ergonomia e Antropometria
Profª Claudete Gebara J. Callegaro
Mestranda em Arquitetura e Urbanismo

claucallegaro@gmail.com

1º semestre de 2013
Universidade Ibirapuera – Arquitetura e Urbanismo

CONFORTO AMBIENTAL:
RETROSPECTIVA DA AULA 1 - INTRODUÇÃO

Conforto Ambiental I: Ergonomia e Antropometria - Profª Claudete Gebara J. Callegaro - Universidade Ibirapuera– Arquitetura e Urbanismo - Versão de 23/02/2013

PARA QUE ESTUDAR CONFORTO AMBIENTAL?

Epicuro (filósofo grego, 341 a.C. a 270 a.C.):

Todas as nossas ações buscam nos afastar
da dor e do medo,
para a saúde de nosso corpo e
a serenidade de nosso espírito,
condições essas necessárias
para uma vida feliz.

Conforto Ambiental I: Ergonomia e Antropometria - Profª Claudete Gebara J.Callegaro - Universidade Ibirapuera – Arquitetura e Urbanismo - Versão de 26/02/2013

CONFORTO AMBIENTAL: um conceito em construção
Do ponto de vista antropológico, todas as civilizações seguiram os mesmos princípios para
definição de suas culturas:
REFÚGIO: (Yin)
cantos escuros,
paredes sólidas próximas do corpo,
restrição à aproximação de inimigos
PERSPECTIVA: (Yang)
aberturas
visão doexterior
previsão dos passos dos inimigos
CONFORTO: (Equilíbrio entre vida interior e vida exterior)
condições criadas para ajudar a esquecer por alguns
momentos a dor, o medo, as dificuldades inevitáveis.

eliminação da dor

eliminação da
possibilidade de nova dor

compensação do
inevitável

A morada (casa, lar) é, portanto, o ambiente primordial do ser humano, e os graus deconforto desenvolvidos para esse espaço têm como principal função ajudar os
indivíduos a transcenderem as dificuldades próprias da vida terrena.
Conforto Ambiental I: Ergonomia e Antropometria - Profª Claudete Gebara J. Callegaro - Universidade Ibirapuera – Arquitetura e Urbanismo - Versão de 26/02/2013

CONFORTO AMBIENTAL: um conceito em construção

casa



trabalho ≠ transporte ≠ hospital≠ passeio com família
abrigo
repouso
devaneio
segurança
privacidade

funcionalidade
produtividade
excitação
proteção do lucro

Conforto Ambiental I: Ergonomia e Antropometria - Profª Claudete Gebara J. Callegaro - Universidade Ibirapuera – Arquitetura e Urbanismo - Versão de 26/02/2013

CONFORTO AMBIENTAL: um conceito em construção
imagem social
economia
lucro
status

Exteriorda Casa:
EFICIÊNCIA PARA
SOBREVIVÊNCIA

saúde coletiva
vida associativa

núcleo familiar
privacidade
valores
Interior da Casa:
PROTEÇÃO PARA
A LIBERDADE

atenção

(perspectiva - janelas)

útero

individualidade

proteção

(refúgio - paredes)

Conforto Ambiental I: Ergonomia e Antropometria - Profª Claudete Gebara J. Callegaro - Universidade Ibirapuera – Arquitetura eUrbanismo - Versão de 26/02/2013

VISÃO FUNCIONALISTA
imagem social

Exterior da Casa:
EFICIÊNCIA PARA
SOBREVIVÊNCIA

individualidade

economia
núcleo familiar
privacidade
saúde
coletiva

atenção

(perspectiva - janelas)

útero

Interior da Casa:
PROTEÇÃO PARA
A LIBERDADE

proteção

(refúgio - paredes)

Conforto Ambiental I: Ergonomia e Antropometria - Profª ClaudeteGebara J. Callegaro - Universidade Ibirapuera – Arquitetura e Urbanismo - Versão de 26/02/2013

VISÃO HOLÍSTICA
EQUILÍBRIO
Exterior da Casa:
EFICIÊNCIA PARA
SOBREVIVÊNCIA

imagem social
individualidade

economia
núcleo familiar
privacidade
saúde
coletiva

Interior da Casa:
PROTEÇÃO PARA
A LIBERDADE

atenção

(perspectiva - janelas)

útero

proteção

(refúgio - paredes)SISTÊMICO
Conforto Ambiental I: Ergonomia e Antropometria - Profª Claudete Gebara J. Callegaro - Universidade Ibirapuera – Arquitetura e Urbanismo - Versão de 26/02/2013

CONFORTO AMBIENTAL: um conceito em construção
Visão tradicional (funcionalista):
bem-estar material, comodidade

dimensão humana:
aspectos higro-térmicos
visuais,
acústicos,
de qualidade do ar

Visão holística...
tracking img