Conflitos sociais grupos e poderes e cultura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1333 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA
Professora: Msc. Helenrose A. Da S. P. Coelho





Equipe:
Elson B. Donato RA – 299634
Gracielto F. da Silva RA – 348857
Valberto A. da Silva RA – 348856
Genilda da S. Porfírio RA – 285116
Maria Vilma RA – 296337
Helainy Novaes RA –343189



A DESGUALDADE E A INVISIBILIDADE SOCIAL NA FORMAÇÃO DA SICIEDADE BRASILEIRA













Serra Talhada
2012

O objetivo central deste trabalho é analisar a desigualdade social, e conseqüentemente, a invisibilidade social. Este tema central na constituição da identidade do povo Brasileiro. Que aponta a desigualdade social como seu fenômeno constituinte dasociedade Brasileira.
Vindo mostrar e compreender a visão critica e o conhecimento de autores importantes da historia Brasileira. A visibilidade da desigualdade social e a pauta dessa pesquisa aprofundada com dialogo e diversas perspectiva, e vim da conta do tema histórico nesta sociedade, e saber como surgiu a desigualdade na história da colonização do Brasil.
A humilhaçãosocial decorre da inferioridade social do cidadão sem recurso e nesta situação a dignidade humana parece não existir. Em fenômeno decorrente desde os nossos primórdios, conseqüência da desigualdade social, política e conseqüentemente psicológica, trazendo transtornos paralisadores; desde lágrimas, o emudecimento, o protesto confuso, ação violenta até o crime.
Um dos principais sintomasdesse tipo de preconceito surge quando sentimos que não aparecemos para a sociedade; seja pela posição social, pela raça, pela profissão ou qualquer outro motivo que nos transmita a sensação de sermos invisíveis a outras pessoas, simplesmente compondo a paisagem como “coisa” do mundo de consumo.
Pessoas são seres humanos e por isso é necessário dirigir-se a elas de forma diferentedaquela dirigida a objetos. Isso é muito comum acontecer quando observamos a falta de um cumprimento, ou através de comentários maldoso e até o modo de olhar e isto provoca um desconforto enorme no indivíduo no momento que é percebido esse tipo de tratamento diferenciado, numa forma de humilhação social principalmente nessas classes trabalhadoras mais humildes. Essa humilhação social na nossasociedade é um fenômeno que continuamos vivenciando todos os dias, já que vivemos em uma sociedade politicamente desigual.
Isso foi ressaltado com o desenvolvimento de uma entrevista realizada pelo nosso grupo com um desgotador de esgoto uma pessoa de baixar renda que ate hoje sofre preconceitos da população. O Sr. Antonio Pereira Nunes Filho. De 53 anos, residente no município deQuixaba-PE. É uma pessoa que não estudou é totalmente analfabeto, há doze anos estar trabalhando nesta área que ate hoje sofre preconceito da população no seu dia-a-dia, escolheu essa profissão porque na época estava desempregado e precisava trabalhar para obter renda para sua familiar.
Hoje trabalhar em condições precárias, pois não usar os EPIs (equipamento de proteção individual) adequadospara seu trabalho, com todas essas dificuldades ele trabalhar com diguinidade, pois saber das dificuldades. Que encontro no dia-a-dia. No trabalho faz o desentupindo a rede de esgoto e também trabalho como autônomo desentupindo fossa de particulares, hoje vejo um trabalho bastante complicado, mas com a recompeçar da renda contínuo trabalhando, já que um dia não estudei e não mim preparei para a vida,sou um analfabeto e só sei fazer isso e trabalhar na roça.
Esse trabalhador que há entrevistou e uma pessoa que trabalhar em uma área muito difícil, pois não é aquilo que a população sonha para suas profissões, mas e de somar importância numa cidade que não possuem de uma boa rede de saneamento municipal. Porem trabalhar em diversas áreas desde a rede de esgoto como também em fossas séptica,...
tracking img