Conflitos mundias atuais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1851 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Apesar de certa ilusão dos defensores do processo de globalização de que a queda de barreiras econômicas entre os países e a democratização da informação poderiam não apenas aproximar povos e culturas, como também diminuir as tensões históricas causadas por questões culturais e territoriais, criando uma sensação de cidadania mundializada, a prática nos mostra o contrário.
Nunca os aspectoslocais e territoriais dos povos tiveram tanta evidência e, de fato, o papel positivo da globalização foi o de indiretamente nos mostrar que não é possível ser cidadão do mundo sem que se tenha cidadania local.
Muitos dos problemas ligados aos conflitos originados por questões étnicas e religiosas em todo o mundo têm, historicamente, seu foco principal na disputa pelo espaço territorial e político.
Em1945 (final da Segunda Guerra Mundi¬al), as potências coloniais europeias possuíam imensos impérios na África e na Ásia, cuja ori¬gem remontava, em alguns casos, ao século
XVI. Em menos de vinte anos, a maioria das colônias conseguiram sua independência e os impérios coloniais desapareceram. Esse movi¬mento emancipador recebeu o nome de descolonização.
Os novos Estados (países) nascidos desseprocesso se construíram sobre as fronteiras das antigas colônias, seguindo os critérios e inte¬resses dos colonizadores. Essas fronteiras eram artificiais e não correspondiam aos Limi¬tes entre as diferentes etnias e Línguas.
Enquanto muitos Estados juntaram etnias rivais, com línguas e tradições díspares, outros
povos foram divididos, formando parte de Estados diferentes.
A contestação doslimites fronteiriços foi a origem de numerosos conflitos entre Estados (Índia e Paquistão, Eritréia e Etiópia, Chade e Líbia, Iraque e Irã etc.).
Essas rivalidades provocaram também um aumento dos gastos militares e do poder dos exércitos, em detrimento de gastos sociais e da democratização dos Estados, gerando sistemas políticos autoritários.
A desestruturação das sociedades do Terceiro ¬Mundo écaracterizada pela escassa condição social como conseqüência da existência de parti¬cularidades raciais, étnicas, Lingüísticas e reli-giosas geralmente desrespeitadas, além de uma distribuição de renda nitidamente desigual.

etnias — grupos de indivíduos biológica e culturalmente homogêne¬os, com os mesmos costumes, a mesma língua e a mesma cultura.

A imensa maioria da população vive napo¬breza ou miséria, enquanto minorias privilegia¬das (proprietários agrícolas, grandes comercian¬tes, altos funcionários etc.) vivem na opulên¬cia. A classe média, que é majoritária nas cha¬madas sociedades ocidentais do Primeiro Mundo é, aí, praticamente inexistente.
Essas grandes desigualdades geram uma violên¬cia que parece ser permanente no Terceiro Mundo e que está presente sobretudo nas cidades.Nelas existe um elevado índice de desem¬prego e desaparecem os vínculos de solidarieda-de familiar tradicional, sem que tenham sido substituídos por garantias sociais modernas, como: seguro-desemprego, assistência médica, escolarização obrigatória etc.
A miséria e a ausência de democracia con¬duzem, geralmente, à formação de grupos ar-mados (guerrilhas) que lutam para derrubar regimes políticosautoritários e que pregam, ge¬ralmente, a transformação revolucionária da so¬ciedade, almejando uma distribuição eqüitativa das riquezas. Uma vez no poder, o discurso an¬terior é, muitas vezes, substituído por práticas igualmente autoritárias.
A multiplicação dos conflitos internos é uma característica marcante da última década do século XX.
A desintegração dos Estados socialistas principalmentea União Soviética (URSS) e a Iugoslávia — fez renascer rivalidades étnicas e re¬ligiosas que haviam sido congeladas por regimes totalitários.
Confrontos herdados da Guerra Fria, como a guerra civil em Angola (ex-colônia portuguesa), também adentram o século XXI, mas essa é uma guerra política em que se opõem idéias marxis¬tas e movimentos anticomunistas.

TIPOS DE CONFLITOS

De maneira...
tracking img