Coneglian, a. v. l., antonio, j. d. “a sistematização do ensino de gramática na escola a partir da função dos elementos linguísticos: imprimindo marcas no enunciado.” anais do i cielli, maringá, 2010.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (715 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Os autores citam que mesmo com orientações dos PCNs e pesquisas feitas, nem todos os professores de Língua Portuguesa conseguem trabalhar com gramática na sala de aula priorizando a função doselementos linguísticos na construção dos sentidos do texto e um paradigma que pode oferecer suporte teórico para o uso da língua é o funcionalismo.
Nesse artigo pude varias proposta de trabalho com finsdidáticos e traz atividades que têm por objetivo levar o aluno a refletir sobre os usos que determinadas expressões linguísticas têm quando o falante deseja imprimir marcas em seu enunciado.
Nosestudos funcionalistas tem a principal característica a de verificação de como os falantes de uma determinada língua fazem uso de suas estruturas para se comunicar de forma eficiente. A linguagem é vistaessencialmente como instrumento de comunicação entre os falantes, e seu objetivo é a interação entre interlocutores reais, pois para o funcionalista a comunicação que molda a forma dessa língua e porisso é considerada principal função.
Coneglian e Antonio citam que a descrição funcionalista apenas é possível quando os elementos linguísticos são vistos em uma integralidade, que por sua vez é arelação entre sintaxe, semântica e a pragmática.
Nas escolas os livros didáticos trazem lições tanto e gramatica normativa quanto de gramatica tradicional, pois na gramatica normativa é entendidacomo a maneira ‘correta’ de falar e escreve; e na gramatica tradicional os livros didáticos trazem informações teóricas a partir de um modelo descritivo da língua iniciado na Antiguidade Clássica,assim divide os elementos linguísticos em classes de palavras e analisa as flexões sofridas por essas classes.
No que diz respeito à modalidade e modalização uma completa a outras, pois a modalidade seentende como a relação que o falante estabelece com seu enunciado e na modalização diz respeito às marcas linguísticas presentes na proposição que indicam tal relação.
Em relação à modalidade...
tracking img