Condominio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 30 (7314 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1.Intodução
Este trabalho tem por objetivo o estudo específico do condomínio em geral, para fins de aprendizado, levando em consideração a legislação civil em vigor. este estudo tem o intuito de adquirir conhecimento acerca dos aspectos cotidianos do condomínio,encontrando fundamento jurídico e bibliografíco na percepção de ilustríssimos doutrinadores como, Venosa,Rizzardo, e demais citados aolongo do presente trabalho, e valendo-se dos fundamentos do código civil brasileiro.
Conheceremos ainda,como se forma o condomínio convencional, incidental e o forçado ou legal.Mostrando a importância de obter conhecimento acerca de sua origem, aspectos gerais,ou seja, sua conceituação, a origem jurídica de tal instituto, e ainda, os elementos que constituem o condomínio em edificações. Bem como,os direitos e deveres inerentes aos condôminos, bem como as formas de administração do condomínio, e por fim, as modalidades de extinção do condomínio.

2-Conceito
Via de regra, diz-se que a propriedade pertençe a somente um sujeito de direito, todavia, ocorre hoje no direito brasileiro a acepção de propriedade por mais de um sujeito, em que se pode perceber a existência da propriedade tambémnos chamados condomínios. Há ainda, divergências dotrinárias no que concerne ao estudo sobre a propriedade condominial, despertando, ainda, a preocupação de alguns doutrinadores, como por exemplo, Cloves beviláqua, ao dizer que o condomínio e uma forma anormal de propriedade. Existe o carater anormal do condomínio, em princípio, pois há certa resistência em conceber que um mesmo objeto possa sertitulado por mais de um sugeito de direito, que possui o poder de proprietário ou domínio. Pois bem, ainda que controverso , o fato é que tal instituto se torna mais comum sua compreensão e extensão no âmbito do direito e em meio à sociedade atual. Portanto, o condomínio o compropriedade e o direito de propriedade que mais de um sugeito de direito titula sobre determinado objeto ou bem devendoatingir suas funções sociais a fin de beneficiar a coletividade dos que condominam.
A cada condômino será atribuido uma parcela, uma fração ou uma quota ideal da parte que lhe couber sobre o objeto comum, podendo, todos, usufruir, dispor e reinvindicar ou que for compatível com a indivisão, mais aos comproprietários ção atribuídas exclusividades juridicas a fim de excluir qualquer sujeito que sejaestranho ao instituto. Objetivamente, o condomínio e sinônimo de indivisão, compropriededa ou comunhão; e coisa sobre a qual os sujeitos de direitos têm direitos concorrrentes e subjetivamente. E de aspecto comum, sendo cada sujeito posuidor de um direito com simultâneo à varias outras pessoas possuidoras do mesmo direito.
Sílvio Venosa conceitua condomínio como modalidade de comunhão especificado direito das coisas. Para que exista condomínio, há necessidade de que o objeto do direito seja uma coisa, do contrário a comunhão será de outra natureza. Para isso, e ividente que existem regras aplicáves a todas as modalidades de comunhão. Condomínio não é exclusivo de propriedade ,podendo também entre titulares de enfiteuse, usufruto, uso e habitação.
Nosso direito positivo inspirou-se nodireito romano, com um caráter individualista ,da divisão em quotas.Cada quota ou fração não significa que a cada um dos comproprietários se reconhece a plenitude dominial sobre um fragmento físico do bem. mas que todos os comunheiros têm direitos qualitativamente iguais sobre a totalidade dele, limitados, contudo, na proporção quantitativa em que concorre com os outros co-proprietários natitularidade sobre o conjunto.

3-Classificação:
O condomínio é passível de várias classificações.
3.1 - Quanto á origem :
3.1.1 - Voluntária ou convencional:
Quando resultar do acordo de vontades dos consortes, nascendo de um negócio jurídico pelo qual dois ou mais individuos adiquirem ou colocam um bem em comum para dele usar e gozar.

3.1.2 - Incidente ou eventual
Quando ela vier em razão...
tracking img