Concurso bibliex feb

Páginas: 50 (12349 palavras) Publicado: 18 de março de 2012
60 ANOS DA PARTICIPAÇÃO DA FORÇA EXPEDICIONÁRIA BRASILEIRA (FEB) NA 2ª GUERRA MUNDIAL


Oito de maio de 2005, Dia da Vitória, sessenta anos.
O que será que esta data representa para as novas gerações? Será apenas mais um dia comemorado pelos militares, e por uns poucos estudiosos e saudosistas? Afinal, o que tudo isso tem a ver com eles, com o mundo que conhecem, no qual vivem? Eo Brasil, por que cargas d’água foi se meter numa guerra fora das Américas? Qual a razão para mandar brasileiros arriscarem, e alguns perderem, a vida em um teatro de operações europeu?
Tais indagações nos remetem a um outro fato tão preocupante e tão urgentemente prioritário. A cada ano que passa se avolumam as baixas nas colunas restantes da FEB. Nossos valentes e estimados pracinhas quesobreviveram a Segunda Grande Guerra Mundial, que voltaram do front italiano, estão perdendo sua última batalha para o mais incansável, implacável e determinado oponente de todos, o tempo. Não se trata apenas dos últimos alentos de uma geração de valentes e de abnegados soldados e concidadãos, como poucos em nossa história, e mesmo na da humanidade, mas, também, de uma corrida para salvar suamemória, para resgatar e preservar seu ilibado e heróico legado, para que o futuro lhes reserve algo mais do que um mero verbete em uma enciclopédia ou uma curta e sucinta citação em uma página de um livro didático.
Qualquer objetivo que se pretenda alcançar só o será se conhecermos mais detidamente, e mais profundamente, a missão a que nos propomos efetivamente cumprir. Para que se possamcerrar fileiras nesse embate pelo resgate desta parte épica de nossa memória nacional é preciso, primeiramente, saber os “por quês” , os fatos, as condições se época, os cenários interno e externo, as razões de Estado e da política internacional, que fizeram com que trilhássemos os caminhos da belicosidade.
O Estado Novo, instituído por Getúlio Vargas, em 1937, apresentava matizes que nosaproximava mais do cenário das ditaduras nazi-fascistas européias do que o das democracias ocidentais. Isto, porém, não se constitui em uma quase certeza de que o governo brasileiro pendesse para o lado do Eixo – Alemanha, Itália, Japão –, embora mantivesse relações normais com este bloco, igualmente com os Aliados, pois a muitos foge a compreensão de que devido a nossa situação estratégicaprivilegiada, e de poder de influência na América Latina, realizávamos um metódico e meticuloso jogo de xadrez da diplomacia internacional. Logicamente, havia grupos, dentro do governo central, e em diversos segmentos sociais e institucionais, de “americanófilos” e de “germanófilos”, que incansavelmente disputavam o apoio oficial brasileiro à sua causa, ao seu bloco em guerra. Nesse ponto é bastanteesclarecedora, e perspicaz, a seguinte observação:
“Os traços nacionalistas que caracterizavam a Constituição de (19)37, confirmados através de inúmeros decretos e reforçados pela ideologia dos chefes militares, se estendia também às relações internacionais. Por isso, seria falso afirmar que uma adesão clara do governo, até 1940, quer à política dos países do Eixo, quer às exigênciasnorte-americanas. Ambos os blocos tentavam conquistar as simpatias e as preferências de Vargas, através dos seus principais colaboradores, que, é inegável, tinham preferências ideológicas e mesmo procuravam forçar compromissos políticos com os E.U., ou com a Alemanha. Oswaldo Aranha, primeiro embaixador em Washington e depois Ministro do Exterior, desde logo seria conquistado pelos americanos; tambémLourival Fontes, chefe do Departamento de Imprensa e Propaganda. Do outro lado, Francisco Campos, Felinto Müller estimulavam as tentativas da embaixada alemã, faziam vista grossa à propaganda nazista e às organizações das minorias alemã e italiana, cuja atividade, muito sintomaticamente, tinha sido restringida por lei. Góes Monteiro e Dutra oscilavam, mas por razões muito específicas: estavam...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Feb
  • FEB
  • FEB
  • FEB
  • Feb
  • resenha feb
  • Resenha FEB
  • FEB adm

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!