Concreto e argamassa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4081 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ
UNOCHAPECO

RELATÓRIO
CONCRETO E ARGAMASSA

CHAPECÓ, JUNHO DE 2012.
UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ
CENTRO: ÁREA DE CIÊNCIAS EXATAS E AMBIENTAIS – ACEA
CURSO: ENGENHARIA CIVIL
DISCIPLINA: CONCRETO E ARGAMASSAS
PROFESSOR: ALEXANDRE JOSÉ DA SILVA

RELATÓRIO
CONCRETO E ARGAMASSAS

ACADÊMICOS:
EDSON JEZIUR
FELIPEMORRELLO
ÁLVARO ROGGIA CHIELE
MARCELO ZANROSSO
ROBERTA DIEL

CHAPECÓ, JUNHO DE 2012.
1 – INTRODUÇÃO

Os ensaios foram desenvolvidos no laboratório de Engenharia Civil da UNOCHAPECÓ, em um período de 7 horas nos dias 17 e 18 de maio do corrente ano. Para a execução dos ensaios, houve o acompanhamento de um estagiário.
Através dos ensaios regulamentados pela norma NBR-12654, descritos aseguir, é possível determinar as várias características dos agregados que irão influenciar diretamente no traço especifico para cada necessidade, assim mantendo a qualidade e reduzindo custo no produto final.
Os ensaios realizados foram granulometria, massa unitária, massa específica, inchamento, produção e controle tecnológico de um traço de concreto com aditivo plastificante. Os mesmos serãodescritos bem como os respectivos resultados obtidos neste relatório.

2. DETERMINAÇÃO DA MASSA UNITÁRIA DE AGREGADOS EM ESTADO SOLTO NBR 7251

Massa unitária de um agregado é definida como a massa do material por unidade de volume aparente, ou seja, é incluso o volume dos vazios ao volume total da amostra. Conhecer essa propriedade ajuda na dosagem do concreto, para transformar o traço do concretoou argamassa de massa para volume, e vice-versa. A massa unitária é um índice físico que interfere diretamente na qualidade do concreto, pois auxilia na determinação de seu peso, volume e resistência.

2.1 - AGREGADO MIÚDO

A determinação da massa unitária do agregado graúdo foi realizada de acordo com os procedimentos estabelecidos pela NBR 7251, com o objetivo de determinar sua massa ‘solta’com maior exatidão possível, visando transformar a sua massa em volume.

2.1.1- Materiais Utilizados
* Areia, pelo menos o dobro do volume do recipiente que será usado;
* Balança, com resolução de 1g;
* Concha ou pá;
* Régua metálica;
* Recipiente paralelepípedo, com 15cm³ de volume;

2.1.2 - Procedimentos
Primeiro deve-se deixar secar a areiaem estufa por 24 horas ±4 horas, deixar ao ar até esfriar. Depois, preencher o recipiente paralelepípedo com a concha ou pá, lançando a areia a uma altura de aproximadamente 10cm a partir da borda do recipiente. Em seguida, o recipiente cheio é rasado com a régua até que a superfície superior fique perfeitamente plana e finalmente o recipiente é pesado para determinar a massa.
Estes procedimentos devem ser repetidoscinco vezes e, a cada repetição, o recipiente deve estar bem limpo por fora antes de pesá-lo e o valor da massa deve ser anotado.
Após todas as determinações, efetuar os cálculos para obter a massa unitária da areia.
2.1.3 - Resultados
A massa unitária do agregado miúdo é obtida através da divisão da massa do agregado (em Kg) pelo volume do recipiente (dm³). É importante salientar quea máxima variação permitida entre os resultados das cinco determinações feitas é 0,02Kg/dm³. O valor da massa unitária é determinado pela média das cinco determinações que foram feitas e estão representadas na tabela (1) a seguir.

Nº Determ. | Massa (Kg) | Vol (dm³) | Massa Unitária (Kg/dm³) |
| | | |
01 | 22,532 | 15 | 1,502 |
02 | 22,807 | 15 | 1,520 |
03 | 22,797 | 15 | 1,520 |04 | 22,786 | 15 | 1,519 |
05 | 22,813 | 15 | 1,521 |
Média | 1,516 |
Tabela 1: massa unitária do agregado miúdo

2.1.4 - Análise dos Resultados
A fim de chegar a uma melhor aproximação do índice real, neste ensaio foi realizada uma média aritmética das cinco determinações feitas em laboratório.
Através dos ensaios, encontramos o valor de 1,516Kg/dm³ para a massa unitária...
tracking img