Concorrencia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (293 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
PLANO DE CARREIRA
A partir dos relatos das entrevistas, observa-se que a entrada dos funcionários nas fábricas ocorre geralmente nos setores menos valorizados, como a colagem. Apartir desse primeiro passo, o funcionário passa por uma sucessão de “promoções”, isto é, vai sendo considerado como mais experiente e aproveitado para funções mais complexas. Em geral,ele passa primeiro para o corte, podendo ir para a costura. Depois de ganhar principalmente a confiança do empresário, pode chegar a chefe de setor. Parece um plano traçado e formalmas é, na verdade, uma trilha com etapas subjetivas, onde a promoção vai depender muitas vezes da sua relação com o chefe do setor. Essa falta de planejamento para a trajetóriaprofissional dentro da empresa também pode ser citada como uma das razões para que os funcionários não percebam valor em se manter fiéis a uma única chefia. Eles não têm perspectiva delongo prazo e acabam saindo da empresa em troca de qualquer aumento ofertado pela concorrência. Aparentemente, o teto máximo que os funcionários do chão de fábrica podem almejar é achefia do setor. Não houve informação sobre casos onde houve aproveitamento de funcionários da produção para cargos administrativos ou para setores gerenciais. Quando os funcionários vãoganhando experiência, recebem aumentos sucessivos de salário e começam a pesar na folha de pagamentos. Resulta sua saída da empresa. Uma trajetória profissional comum para estesfuncionários é a abertura de uma banca de pesponto. Esta iniciativa as vezes se dá por convite do próprio empresário, interessado em diminuir seu custo fixo e aumentar a terceirização, semperder completamente os serviços do funcionário experiente e de 156 confiança. Por isso, encontra-se um grande número de empresas que têm capacidade de manufatura mas não de gestão.
tracking img