Conceituando bullying

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1897 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Conceituando Bullying

Atualmente o Bullying alcançou um patamar preocupante dentro e fora do

ambiente escolar e por ser um tema relativamente novo, no que se refere às pesquisas específicas causa prejuízos para todos os envolvidos diretamente ou indiretamente. A compreensão deste fenômeno que aflige o ambiente educacional exige que se conceitue o termo. Lopes (2005, p. 164) assim o define:Por definição Bullying compreende todas as atitudes agressivas, intencionais e repetidas, que ocorrem sem motivação evidente, adotados por um ou mais estudante contra outro(s), causando dor angústia, sendo executados em uma relação desigual de poder.

Partindo desse pressuposto o Bullying é uma prática desigual que visa o rebaixamento da autoestima daqueles indivíduos que não dispõem dosmecanismos necessários para a sua própria defesa, assim ocasionando situações de constrangimento, sofrimento e angústia que, posteriormente, podem causar prejuízos ainda maiores tanto para a saúde física, quanto psicológica.

A conceitualização deste fenômeno tem se tornado de suma importância para a compreensão da violência escolar como fator determinante para a construção da vida sócio educacionaldas crianças e adolescentes, entretanto se torna uma tarefa complexa devido à variação de seus significados encontrados nas inúmeras pesquisas realizadas. Fante (2005, p. 27), uma das maiores pesquisadoras brasileiras acerca deste tema e ela endossa que o Bullying se compreende:

[...] o desejo consciente e deliberado de maltratar uma outra pessoa e colocá-la sob tensão; termo que conceitua oscomportamentos agressivos e anti-sociais, utilizado pela literatura psicológica anglo-saxônica nos estudos sobre o problema da violência escolar.

O Bullying tem como efeito a agressão, seja física, moral e/ou e psicologicamente outro indivíduo com o intuito de denegrir a sua imagem fazendo com que ele se sinta incapaz de se defender; por outro lado elevar-se a autoestima de seu agressor, o qualenfrenta dificuldades nas interações sociais devido à sua criação fundamentada a partir da vulnerabilidade e maus tratos por parte de seus responsáveis, vê nesses atos de violência uma forma de autopromoção e conquista de respeito dos outros estudantes, o Bullying como Martins. MARTINS, 2005, (apud SMITH & MORITA, 1999, p. 1) considera que o:

[...] Bullying é uma subcategoria do comportamentoagressivo; mas de um

tipo particularmente pernicioso, uma vez que é dirigido, com frequência repetidas vezes, a uma vítima que se encontra incapaz de se defender a si própria eficazmente. A criança vitimada pode estar em desvantagem numérica, ou só entre muitos, ser mais nova, menos forte, ou simplesmente ser menos autoconfiante. A criança ou crianças agressivas exploram esta oportunidade parainfligir dano, obtendo quer gratificação psicológica, quer status no seu grupo de pares, ou, por vezes, obtendo mesmo ganhos financeiros diretos extorquindo dinheiro ou objetos aos outros.

Nesse sentido, o Bullying tem como característica o ataque a pessoas em

sua maioria desprovidas de mecanismos de defesa, ocasionando prejuízos irreparáveis para a vida social, profissional e amorosa dacriança vítima dos maus tratos. Os diversos estudos desenvolvidos pelo mundo apontam certo consenso entre os estudiosos em relação ao conceito de Bullying, os quais ratificam que o mesmo se caracteriza por todas as atitudes agressivas repetitivas sem motivo aparente, impostas por

um ou mais indivíduos a um ou mais indivíduos de forma desigual de poder.

Historiografia do tema

O Bullyingescolar é um fenômeno mundial tão antigo quanto à própria escola. Entretanto só a partir da década de 1970 na Suécia houve um interesse em se estudar o “Bullying” de forma sistemática e a partir de então espalhou-se por toda a Europa. Na Noruega existia um grande apelo quando ao estudo do tema e durante muitos anos foi motivo preocupação nos meios de comunicação e entre professores e pais, no entanto...
tracking img