Conceitos e conhecimentos distorcidos e equivocados a respeito das sociedades indígenas.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1359 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

O Presente texto tem por objetivo apresentar as idéias distorcidas que os livros didáticos relatam sobre as culturas indígenas. A partir da visão dos autores Norma Telles, Gersem Luciano Santos, Grupioni e outros. Discutiremos como desconstruir os preconceitos eurocêntricos contra os povos indígenas, existente de diferentes formas na sociedade, gerado pelo desconhecimento oupor informações incompletas.
Pensamentos e idéias distorcidas e equivocadas sobre as sociedades indígenas
Segundo Norma Telles a descoberta ou conquista européia significou para os índios, a escravidão. A tomada da terra e a colonização foi um momento de tristeza para os povos indígenas que foram obrigados a fazer parte de uma nova cultura, sendo que estes já tinham sua própria cultura, que foiignorada pelo europeu com sua visão etnocêntrica.
Ao examinar alguns manuais, constatamos que, em geral, são obras cheias de esteriótipos, possuem uma vontade excessiva de adaptar o real a desígnos convencionaisa, até conservadores, prendendo-se a um modelo ideal de como as coisas deveria sere assim esvaziando a história e os grupos étnicos envolvidos. O outro é sempre negado pelas culturaseuropéias, pois o universo no qual está integrado passa a depender dessas culturas
O conceito de descoberta comporta na verdade um julgamento de valor sobre a historicidade dos povos que aqui viviam, quer dizer, sobre a significação da vida e das realizações desses povos comparado a maneira como a Europa vê e interpreta.
Os livros didáticos trazem uma visão equivocada. Na época dacolonização não houve respeito pela cultura indígena, eles eram visto como animais. Os grupos tribais tenderam a se homogeneizar com a dominação. A definição de território e terra passou a se escrever nas concepções econômicas - jurídicas ocidentais. Neste contexto a sociedade indígena perdeu sua autonomia dentro do território e passou a ser dependente da economia da sociedade nacional. Foi assim que asvárias etnias que habitavam ainda o Brasil passaram a ser denominadas simplesmente (índio), a palavra é enganadora, pois apaga as diferenças, as especificidades e as particularidades.
O livro didático retrata a chegada do Europeu, onde o mesmo está conduzindo a historia do Brasil, no contexto do livro o índio é considerado selvagem, pois nele o indígena é quem sempre ataca, nunca é atacado. Essespovos que aqui estavam antes da colonização tinham cultura, tradições e não eram preguiçosos, apenas tinham uma cultura diferente do europeu.
O que pensam os brasileiros sobre os índios brasileiros
Os índios tem sido objeto de múltiplas imagens, desde a chegada dos portugueses e outros europeus que aqui se instalaram, os habitantes nativos foram alvos de diferentes percepções e julgamentosquanto a características, aos comportamentos, as capacidades e a natureza biológica e espiritual que lhe eram próprias. Alguns estudiosos europeus duvidavam que os índios tivessem alma, outros não acreditavam que o nativo pertencesse à natureza humana, pois, segundo eles os indígenas pareciam animais selvagens, os ‘brancos’ concebem a visão etnocêntrica predominante no povo europeu. O povo indígenacom fortes sentimentos de inferioridade enfrenta duplo desafio: luta pela auto-afirmação da identidade e pela conquista de direitos e de cidadania nacional e global.
As contradições e os preconceitos têm na ignorância e no desconhecimento sobre o mundo indígena suas principais causas e origens e que precisam ser superadas.
A contradição sobre os povos indígenas resumem-se em trêsestâncias, a primeira diz respeito à antiga visão romântica sobre o índio a visão que concebe o índio ligado à natureza, protetor das florestas, e ingênuo, pouco capaz ou incapaz de compreender o mundo dos brancos com suas regras e valores.
A segunda perspectiva é a visão do índio cruel, bárbaro, canibal, animal selvagem, preguiçoso, traiçoeiro, e tantos outros adjetivos e denominação...
tracking img