Conceitos de: “educação não formal”, “educação formal” e “educação informal” e exemplos.

Educação não formal

Educação não formal, é aquela que pode ser definida como qualquer tentativa educacional organizada e sistemática que, normalmente, se realiza fora dos quadros dosistema formal de ensino. Define-se a educação não formal por uma ausência, em comparação ao que há na escola (algo que seria não-intencional, não planejado, não estruturado), tomando como único paradigmaa educação.
A educação não informal capacita os indivíduos a se tornarem cidadãos do mundo, no mundo. Sua finalidade é abrir janelas de conhecimento sobre o mundo que circunda osindivíduos e suas relações sociais. É construído no processo interativo, gerando um processo educativo, voltado para os interesses e as necessidades que dele participa. Uma de suas meta é a transmissão deinformação e formação política e sócio cultural.
Podemos citar como exemplos:
As atividades extra-classe, que levam os alunos a visitarem outros espaços, dentre eles, centros deciência e as próprias universalidades. Bairro-associação, organizações que estruturam e coordenam os movimentos sociais, nas igrejas, nos sindicatos e nos partidos políticos, nas organizaçõesnão-governamentais, nos espaços culturais, e nas próprias escolas, nos espaços interativos dessas com a comunidade educativa. Em resumo são todas as atividades, que tem como objetivos explícitos de formação ou deinstrução, que não estão diretamente dirigidos à provisão de graus próprios do sistema educativo regular.

Educação informal

Educação informal é aquela na qual qualquer pessoa adquire eacumula conhecimentos, através de experiência diária em casa, no trabalho e no lazer.
A educação informal decorre de processos espontâneos ou naturais, ainda que seja carregada de valores erepresentações, como é o caso da educação familiar. Conforme Afonso (1992), a educação informal ocorre nos espaços de possibilidades educativas no decurso da vida dos indivíduos, como a família,...