Conceitos de ação e comportamento

Páginas: 5 (1242 palavras) Publicado: 25 de outubro de 2011
Trabalho Individual – Positioning Paper G. Ramos – Conceitos de Ação e Comportamento
CAD 7233 – Desenvolvimento de RH
Aluno: Alex Ritter Garcia 0520106-3

O artigo aqui apresentado traz a visão de Alberto Guerreiro Ramos sobre as limitações da compreensão dos aspectos psicológicos envolvidos na teoria organizacional elaborada pelos teóricos da administração, o renomado sociólogobrasileiro elucida que essas teorias falham por não possuírem a devida base de entendimento psicológico. Ramos (1989) afirma que “a maior parte daquilo que é usualmente denominado teoria da organização é desprovida de rigor científico e é, antes, tautologia disfarçada.
Para se elaborar corretamente e com coerência uma teoria organizacio se faz necessário primeiramente um entendimento do ser humano e aforma como ele age. O comportamento é visto por Ramos (1989) como “uma forma de conduta que se baseia na racionalidade funcional ou na estimativa utilitária das consequências”. Deliberando sobre o conceito podemos dizer que o comportamento é a forma como o ser humano julga decide e age, sendo que nesse processo cognitivo um padrão assumido comumente é o da conveniência onde a ética não possui realsignificado. A ação por sua vez é vista pelo autor como uma decisão própria de alguém que objetiva uma certa finalidade e já nesse caso a ética faz parte do processo, pelo menos no processo avaliativo da ação a ser tomada. Ramos (1989) afirma que “a ação baseia-se na afirmativa utilitária das consequÊncias, quando muito, apenas por acidente”.
Comportamento é visto até hoje como a forma que sesegue (ou não) as normas gerais de convivência e conformidade social, o termo serve para evidenciar a prostração do indivíduo ao molde social vigente e é usando de forma imperativa, através de pressões, para manter as pessoas “nos eixos”.
O autor identifica dentro desse cenário o que ele chama de síndrome comportamentalista, onde essa idéia de conduta e comportamento cria um caos organizado e umalatente preocupação no pensamento das pessoas em relação ao entendimento do que é certo e errado o que é regra geral e o que é ocasional nas regras sociais.
Esse poder de manter todas pessoas sobre um véu e com uma falsa certeza de prazer e virtude pelo puro cumprimento do consenso (que não se conhece quem estabeleceu), gerou segundo Ramos (1989) “melhora material nas vidas das pessoas” melhoraessa que veio ao custo da perda da individualidade e auto-orientação.
Essa determinação do caráter social, levou a criação de conceitos como o “homem bom”, que se traduz como o homem que segue as regras, que se adapta dentro dos limites estabelecidos pelos valores comuns a sua sociedade não por motivação própria mas por nçao saber como agir diferentemente disso.
Essa compreensão da síndromecomportamentalista pode ser vista sobre quatro espectros, os quais iremos abordar nos próximos parágrafos.
O primeiro prisma sugerido por Alberto Guerreiro Ramos é o prisma da fluidez da indivualidade. Ramos (apud Hauser 1989) cita que “a avaliação das coisas não tem base permanente e que nada é bom ou mau em si mesmo. Criado pelo homem, os valores não são perpétiuos, imutáveis e inequivoco”.Com isso podemos tecer o comentário que o ser humano por natureza possui uma mutabilidade de seus conceitos e valores, sendo a mudança parte intrínseca de sua persona. Esse processo de mutação é feito com base na referência externa que o indivíduo possui, no caso a cultura ao seu redor, os ritos de seu povo e o conhecimento passado de pai para filho. Dentro da síndrome comportamentalista podemostambém afirmar que nossas atitudes só tem significado dentro de nossa visão social e que possuímos um senso de individualidade muito aparente, pois na verdade apenas escolhemos configurações difernetes dentro do leque de valores que nos apresentam.
O segundo ponto levantado pelo autor se apresenta como perspectivismo onde o exemplificamos como “aquilo que o artista coferece numa tela, que não é...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Conceito comportamento organizacional
  • Conceitos de comportamento organizacional
  • Conceito de comportamento organizacional
  • Conceitos de comportamentos organizacional
  • Abordando conceito de comportamento organizacional.
  • Conceito de comportamento organizacional
  • Conceitos de comportamento organizacional
  • Conceito de comportamento organizacional

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!