Conceito de saúde, saúde coletiva e saúde/doença

CONCEITO DE SAUDE

Saúde é um conceito difícil de definir, pois normalmente as pessoas têm uma idéia do que é saúde pelas experiências que passam ou já passaram. Sobre a saúde, há conceitos que foram construídos e modificados ao longo dos anos. Mas nessa área não existe uma única verdade. Afinal, as visões mudam e quem as muda é a própria realidade.
Porem a Organização Mundial deSaúde não define saúde apenas como ausência da doença ou das enfermidades e sim como a situação de perfeito bem estar físico, mental e social.
Este conceito mostra que saúde não se limita apenas ao corpo, inclui também a mente as relações sociais a coletividade e as emoções. Nos mostra que existe a necessidade do envolvimento de outros setores sociais e da própria economia para que aspessoas possam de fato ter saúde, e deixa claro que a saúde de todos nós, além de ter um caráter individual, também envolve ações das estruturas sociais, incluindo necessariamente as políticas públicas.
Esse completo bem estar físico, mental e social aparenta ser impossível, mas na carta de Otawwa (1986) explica em promoção de saúde, que é o processo de capacitação da comunidade para atuarna melhoria da sua qualidade de vida e saúde, incluindo maior participação em seu controle, que para atingir um completo bem-estar físico, mental e social, os indivíduos e grupos devem saber identificar aspirações, satisfazer necessidades e modificar favoravelmente o meio ambiente. A saúde dever ser vista como um recurso para a vida e não como objetivo de viver.
No Brasil, segundo aConstituição Federal, a saúde é um direito de todos e um dever do Estado. A Constituição também diz que as ações e serviços públicos de saúde são responsabilidade do sistema único de Saúde. Cabe ao SUS fazer a vigilância sanitária.

Saúde Coletiva

A saúde coletiva tem como objeto de investigação o estado de saúde da população e tendências gerais epidemiológicas, sócio econômico e cultural, osaber sobre a saúde, incluindo investigações históricas, sociológicas, antropológicas e epistemológicas sobre a produção de conhecimentos neste campo e sobre as relações entre o saber "científico" e as concepções e práticas populares de saúde, influenciadas pelas tradições, crenças e cultura de modo geral. Tem como objetivo de promover a melhoria da qualidade de vida das pessoas.Partindo-se do conceito que "Saúde pública é a ciência e a arte de evitar doenças, prolongar a vida e desenvolver a saúde física e mental e a eficiência, através de esforços organizados da comunidade para o saneamento do meio ambiente, o controle de infecções na comunidade, a organização de serviços médicos e para-médicos para o diagnóstico precoce e o tratamento preventivo de doenças, e o aperfeiçoamentoda máquina social que irá assegurar a cada indivíduo, dentro da comunidade, um padrão de vida adequado à manutenção da saúde" (apud Rouquayrol, 1994), reconhecem-se hoje, dentro do campo da saúde pública, objetivos cada vez mais específicos, relacionados aos fatores que dizem respeito aos ambientes, biológico, físico e social e as maneiras pelas quais eles poderiam representar riscos, traduzíveisem ameaças à saúde e à qualidade de vida (Forattini, 2000).
Nessa articulação entre saúde e condições/qualidade de vida, pode-se identificar o desenvolvimento de uma estratégia das mais promissoras para enfrentar os problemas de saúde que afetam as populações humanas. Trata-se da promoção da saúde, que partindo do conceito amplo sobre o processo saúde-doença e de seus determinantes,propõe a articulação de saberes técnicos e populares, e a mobilização de recursos institucionais e comunitários, públicos e privados para seu enfrentamento e resolução (Buss, 2000).
Embora a expressão "promoção da saúde" tenha sido usada a princípio por Leavell e Clarck, para caracterizar um nível de atenção da medicina preventiva, com um enfoque centrado no indivíduo, com uma projeção para a...
tracking img