Comunismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1209 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Implantação do Comunismo na Rússia
Introdução
As (duas) Revoluções Russas foram formidáveis movimentos de massas e ideias que deram novo perfil a História da Humanidade: transformaram a vida de milhões e empolgaram ou aterrorizaram outros tantos. A bibliografia sobre ambas é vastíssima e continuam a provocar polemica. Naturalmente que isto se deveu a uma maior integração econômica e comercialdo mundo, assim como pelo desenvolvimento das comunicações. Os sociais-democratas defendiam as seguintes posições:
A prática do terrorismo era absolutamente inofensiva pois não abalava a estrutura do regime: "de que adianta abater o czar se o czravitch está logo ali para substituir o seu pai? ". Era necessário desenvolver um longo e amplo trabalho de "preparação" das massas, através dapropaganda e da agitação. Levá-las à consciência da certeza da derrubada do czarismo como um todo e não em ações isoladas.
Favorecer a implantação do capitalismo na Rússia. Quanto mais empresas e indústrias lá se instalassem mais cresceria o proletariado urbano e favoreceria o surgimento da única classe verdadeiramente revolucionária. Ironicamente, esta posição dos marxistas, serviu para que fossem vistoscomo menos perigosos pela Okrana, a polícia secreta do Czar, que passou dedicar maior atenção àqueles que, no momento, lhes pareciam mais ameaçadores, os terroristas populistas.
Os mencheviques, influenciados pelo pensamento convencional do marxismo europeu, afixavam:
Ÿ A formação de um partido o mais amplo possível, considerando todo colaborador - direto ou indireto como um membro do partido;Ÿ Não acreditavam na possibilidade da Rússia transitar rumo ao Socialismo sem antes percorrer o desenvolvimento do Capitalismo;
Ÿ Como consequência, deveriam aliar-se à burguesia para depor o czarismo.
Os bolcheviques liderados por Lenine, tinham outra proposta:
Ÿ O partido deveria ser formado por revolucionários profissionais, só sendo membro quem militasse ativamente nas suas fileiras, issodevia-se à permanente infiltração de "agentes provocadores da polícia secreta do czar e pelas condições gerais da repressão na Rússia, que não permitiam a existência de um partido "aberto";
Da Revolução de Fevereiro à Revolução de Outubro:
«A insurreição começou, de fato, em pleno dia e do modo mais natural. O Governo Provisória tratava de enviar a guarnição de Petrogrado para a frente debatalha (com a Alemanha, durante a primeira Grande guerra). A guarnição de Petrogrado era composta de 60 000 homens que tinham desempenhado um papel de primeiro plano na Revolução. Foram estes homens que mudaram o curso dos acontecimentos durante as grandes jornadas de Março, os que tinham criado o Soviete de Deputados de Soldados e repelido Kornilov às portas de Petrogrado. Grande número destes homenstinham se transformado em bolcheviques. (…)
Era evidente que qualquer tentativa de insurreição dependia da atitude da guarnição de Petrogrado. Por esse motivo o Governo Provisório queria substituir os regimentos da capital por tropas de confiança: os cossacos e batalhões da morte. Os comitês do exército, os socialistas moderados e o Tsik partilhavam da mesma opinião. Assim, pois, organizou-se nafrente e em Petrogrado uma vasta campanha que tinha como base o fato de haver oito meses que a guarnição de Petrogrado levava boa vida nos quartéis da capital, enquanto na frente os camaradas, esgotados, morriam de fome nas trincheiras (…).
A 25 de Outubro, à porta fechada, o comité central do Soviete de Petrogrado examinou a criação de um comitê militar especial que decidiria sobre a atitude quedevia ser adoptada. (…) A 29 de Outubro, no curso de uma sessão pública do Soviete de Petrogrado, Trotski propôs o reconhecimento oficial, pelo Soviete, do Comitê Militar Revolucionário. (…)
A 30 de Outubro, numa assembleia de representantes de todos os regimentos de Petrogrado, foi adotada a seguinte resolução: “A guarnição de Petrogrado não reconhece o Governo Provisório. O Soviete de...
tracking img