Comunidades afro-brasileiras isoladas em mato grosso do sul: um estudo sociolingüístico dos quilombos de tia eva e furnas dos dionísio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3367 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Comunidades Afro-Brasileiras Isoladas em Mato Grosso do Sul: Um Estudo Sociolingüístico dos Quilombos de Tia Eva e Furnas dos Dionísio

Antonio Carlos Santana de Souza – UEMS/NEC-UEMS

Cleonice Schlieck – PIBIC/Cnpq/UEMS

0. Introdução

O presente artigo trata de resultados iniciais de pesquisa acerca das comunidades de Tia Eva e Furnas dos Dionísio que se iniciaram em abrilde 2005. Por ocasião de pesquisa de campo realizamos duas viagens à Comunidade de Tia Eva e à Comunidade de Furnas dos Dionísio, com permanência de 4 a 8 dias em cada deslocamento, com exceção da primeira ida à Tia Eva que durou uma semana por ocasião da festa tradicional da comunidade em Campo Grande - MS.

Como de praxe em Sociolingüística na primeira ida ao campo foram feitas asapresentações aos lideres das comunidades dos pesquisadores envolvidos. Quando nas comunidades fomos hospedados e fazíamos nossas refeições nas casas dos moradores, conforme combinado com órgãos Governamentais e Movimento Negro do Estado de Mato Grosso do Sul. Além das visitas às comunidades, o trabalho incluiu levantamento bibliográfico: (i) sobre a comunidade de Tia Eva e Furnas dos Dionísio;(ii) sobre crioulos, em geral, e crioulos de base portuguesa.

Com o objetivo de coletar informações sobre os estudos desenvolvidos sobre as Comunidades fizemos duas visitas à Universidade Católica Dom Bosco em Campo Grande, para consulta à biblioteca de livros e trabalhos de conclusão de curso que tratavam do tema.

No primeiro contato com os moradores de cada comunidadenegra, explicamos que o interesse de nossa pesquisa era estudar o modo de vida da comunidade, constituída por negros, em sua maioria, tentando identificar traços de culturas africanas. Por orientação da Literatura Sociolingüística em nenhum momento mencionamos o interesse lingüístico.

As entrevistas foram gravadas com o prévio consentimento dos informantes, sem que eles soubessem, noentanto, o momento exato em que estavam sendo gravados, pois conseguimos camuflar o equipamento. Para alcançarmos as condições adequadas a uma conversa fluente tivemos de esperar um bom tempo.

1. As Comunidades

1.1. Comunidade de Tia Eva (São Benedito)

A comunidade dos descendentes de Tia Eva, também conhecida como São Benedito, surgiu em 1905 quando a ex-escrava, Eva Mariade Jesus, saiu de Goiás rumo ao então Mato Grosso, procurando um local para estabelecer-se com sua família e seu povo. A comitiva veio por Camapuã até chegar aos Campos de Vacarias (antigo nome de Campo Grande) no Bairro Saraiva, atual São Francisco.

A comunidade é uma referência no Estado de Mato Grosso do Sul no que diz respeito à preservação da cultura afro-brasileira e naorganização de resistência para assegurar os seus direitos e lutar por melhorias locais.

1.2. Comunidade Furnas dos Dionísio

A comunidade de Furnas dos Dionísio tem sua história profundamente ligada ao início da formação de Campo Grande. Localizada no município de Jaraguari, a aproximadamente 48 Km da capital, chegar à comunidade é uma aventura por se tratar de uma região montanhosa.São mais de 30 Km de estrada vicinal que, ao menor indício de chuva se faz impossível transitar pela região, pelo mal estado de conservação da estrada e pela falta de pavimentação.

Seu fundador, Dionísio Antônio Vieira chegou em terras do então sul de Mato Grosso por volta de 1890 e em 1901 fundou efetivamente a comunidade requerendo a posse seis anos mais tarde e obtendo o títulodefinitivo das terras em 1920. À época tinha 914 hectares, atualmente apenas 580. Com aproximadamente 400 moradores representados por 89 famílias esta comunidade mantém laços familiares e de amizade com a comunidade de Tia Eva.

2. Objetivos

O nosso objetivo foi o de constituir um corpus para análise. Para tanto, buscamos nas comunidades de Tia Eva e Furnas dos Dionísio evidências...
tracking img