Comunicação e linguagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1676 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
ADMINISTRAÇÃO

ADILSON DE CARLI

variações lingüísticas
VARIAÇÃO DIATÓPICA E VARIAÇÃO DIASTRÁTICA

Primavera do Leste – MT.
09/2010.

ADILSON DE CARLI

VARIAÇÕES LÍNGÜÍSTICAS
VARIAÇÕES DIATÓPICAS E VARIAÇÕES DIASTRÁTICAS

Trabalho apresentado ao Curso de Administração da UNOPAR - Universidade Norte doParaná, para a disciplina Comunicação e Linguagem.

Prof. Marcelo Silveira

Primavera do Leste – MT.

09/2010.

O Brasil, segundo dados fornecidos pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), do ano de 2007, fornecidos pelo site da instituição (www.ibge.gov.br), possui uma população de quase 184 milhões de pessoas, distribuídas numterritório de 8.514.876,599 Km², sendo o maior país sul-americano e o quarto maior do mundo, considerando apenas terras contínuas. Que está dividido em 5 regiões: Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste. Somos um dos países com maior diversidade cultural do mundo, onde cada região, cada estado, ou até mesmo cidade, possuem suas diferenças e singularidades, que é notado na forma como as pessoasse vestem, nas comidas típicas, nas brincadeiras das crianças, e talvez o mais característico deles, na maneira de conversar, no sotaque característico de cada região.

Temos, portanto, um país com muitas diferenças, onde cada região possui as características que as identificam. Como apontei acima, a característica mais perceptível, que possa identificar de qual região que a pessoahabitua, ou até mesmo, sua formação escolar/acadêmica, está na fala, no modo como as pessoas conversam, com seus sotaques, gírias e regionalismos. Temos, portanto, uma Língua Portuguesa com muitas variações de fonemas, quando emitimos sons diferentes utilizando uma mesma palavra, variações lexicais, quando existe um mesmo objeto com nomes diferentes de acordo com a região e variações sintáticas,quando há diferenças na estruturação da frase, mas com o significado final sendo o mesmo.

As variações lingüísticas que iremos apresentar no decorrer do trabalho serão apenas duas, mas ao final do trabalho, veremos que são muitas as variações lingüísticas na nossa língua, assim, discutiremos sobre Variações Diatópicas e Variações Diastráticas.

A Variação Diatópica é a variaçãolingüística mais evidente. Ela corresponde ao lugar em que o cidadão nasceu ou no qual vive há bastante tempo. Há jeitos de pronunciar as palavras, há melodias frasais diferentes de região para região, como nos diz o professor Dilson Catarino em seu blog www.dilsoncatarino.blogspot.com. Podemos citar alguns exemplos que ficará mais fácil a compreensão: um morador de Florianópolis possui um sotaquemuito parecido com o português falado em Portugal, e temos o gaúcho que dá uma entonação mais forte aos sons de “R” assim como a pronúncia da letra “E”, onde nos outros lugares é dito “vinti”, a pronúncia feita pelo gaúcho é “vinte”. Temos ainda, os nordestinos, com uma fala bastante característica.

A variação diatópica pode ocorrer, como vimos no parágrafo anterior, com sonsdiferentes. Quando isso acontecer, dizemos que ocorreu uma variação diatópica fonética, já que fonética significa “aquilo que diz respeito aos sons da fala. A diferença, porém, pode não ser de som, mas sim de vocabulário, ou seja, de palavras diferentes em sua estrutura. Por exemplo, na região sul do país, as crianças costumam brincar de “bodoque” e “bolita”, já em outros lugares, como São Paulo, porexemplo, esses mesmos brinquedos são chamados de “estilingue” e “bola de gude”, a essa variação damos o nome de variação diatópica lexical.

Porém, a diferença pode não estar apenas na pronúncia ou nos termos usados, mas sim, mas estrutura da frase. Em algumas regiões brasileiras é comum a utilização do pronome “tu”; em outras, não. No Rio Grande do Sul, um cidadão diria o seguinte: “Tu...
tracking img