Comunicação interna: um diálogo necessário nas organizações

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5063 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Confederación Iberoamericana de Asociaciones Científicas y Académicas de la Comunicación

COMUNICAÇÃO INTERNA: UM DIÁLOGO NECESSÁRIO NAS ORGANIZAÇÕES

Juliana Aparecida Ramos1

Resumo: Este artigo propõe uma reflexão sobre a necessidade de um diálogo entr e
empresa e funcionários diante das transformações na atualidade, provocadas
principalmente Sociedade da Informação. Para a construçãodo texto foi desenvolvida
pesquisa bibliográfica, apresentando conceitos sobre comunicação bidirecional e
Sociedade da Informação. Conclui-se sobre a necessidade das organizações em
dispensar mais atenção à sua comunicação com os seus públicos estratégicos, no sentido
de promover o diálogo, iniciando pela mudança de cultura organizacional, frente aos
desafios da contemporaneidade.Palavras-chave: Sociedade da informação; diálogo; comunicação interna; cultura
organizacional

Introdução
As pesquisas na área de comunicação interna ainda não despertam muito
interesse nos pesquisadores brasileiros. São poucos os trabalhos acadêmicos que
abordam o assunto e muitos dos existentes restringem-se apenas em formular técnicas
para ações no ambiente do trabalho para aproximar a relaçãoentre funcionário e
empresa, sendo tímida a reflexão e uma análise mais aprofundada do tema.
Por outro lado, a comunicação interna vem ganhando espaço nas organizações,
em função dos novos desafios da contemporaneidade, que exigem das empresas uma
reputação positiva na sociedade e a necessidade de retenção de talentos e produtividade
de qualidade.
Apesar das mudanças da sociedade, a comunicaçãoainda em muitos casos vem
sendo pensada de forma mecanicista, baseada em um formato autoritário e altamente
persuasivo.

Aluna do Programa de Mestrado em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo
(UMESP). Linha de pesquisa comunicação mercadológica. Email: julianapramos@ibest.com.br
1

Assim, é importante que os profissionais de comunicação pensem a
comunicação internalevando em conta os novos rumos do contexto atual, com
características diferentes em comparação há décadas passadas. Hoje a comunicação,
influenciada pelo desenvolvimento tecnológico, regimes políticos-econômicos mais
democráticos, está mais dinâmica, com um fluxo muito maior de informações e avança
significativamente para o abandono dos papéis definidos de emissor e receptor de
mensagens.Este artigo propõe a reflexão entre a comunicação interna versus os novos
desafios da Sociedade da Informação no ambiente de trabalho. Profissionais da área de
comunicação em diversos casos julgam ter como única função operacionalizar as
técnicas para repassar um discurso unilateral da empresa e se abstém de qualquer
reflexão crítica sobre as reais necessidades dos públicos internos e o querealmente terá
eficácia para uma efetiva comunicação entre as organizações e seus funcionários.
Esta ausência de criticidade também é observada entre os empresários, que
restringem a comunicação interna a reprodução de técnicas de manuais.
Portanto pretende-se uma maior reflexão sobre o tema, no sentido de aprimorar a
comunicação nas empresas, na busca de qualidade no ambiente de trabalho para osfuncionários, que passam maior parte de suas vidas no interior de uma organização.
Deste modo, não há como não associar as condições de trabalho de um cidadão a sua
qualidade de vida.
A comunicação, como em uma de suas funções sociais, pode e deve contribuir
para a melhoria da relação entre empresa e funcionários.
Aborda-se com destaque neste texto a relação entre Sociedade da Informação,diálogo e cultura organizacional no ambiente organizacional, baseando-se em uma
pesquisa bibliográfica, com destaque para a Teoria da Complexidade.

Uma nova realidade: Sociedade da Informação
O mercado atual, marcado pela especialização e avanço tecnológico rápido,
criou entre outras coisas a obsolescência dos produtos em alta velocidade. Por um lado
isto estimula o consumo porque sempre...
tracking img