Compostagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2683 palavras )
  • Download(s) : 1
  • Publicado : 14 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Disciplina: Tecnologias Limpas e Valorização de Resíduos Docente: Dr.ª Rosa Maria Fernandes Trabalho Realizado por: Nuno Silva nº7251 Pedro Marques nº7238 CET Qualidade Ambiental Beja, 3 de Fevereiro de 2009

Índice
Introdução .................................................................................................................... 3 Compostagem: Resíduos Urbanos Biodegradáveis.................................................... 3 O que é a compostagem? .......................................................................................... 4 Materiais a compostar/evitar compostar................................................................... 5 Fases do Processo da Compostagem ......................................................................... 6 Factores queinfluenciam o processo da Compostagem ............................................ 7 Vantagens e desvantagens da Compostagem ............................................................ 9 Sistemas de Compostagem ...................................................................................... 10 Compostagem em pilhas reviradas (“windrow” ou medas) ........................... 10 Compostagem emempilhamentos estáticos arejados .................................. 10 Compostagem em reactores ......................................................................... 10 Conclusão/Crítica ........................................................................................................ 11 Bibliografia.................................................................................................................. 12

Introdução
Compostagem: Resíduos Urbanos Biodegradáveis A produção de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) continua a desempenhar um papel importante na nossa sociedade onde o consumismo é cada vez mais evidente. A consciencialização da população em geral é muito importante para a resolução deste problema. A informação e a sensibilização para estas questões são fundamentais,para que as pessoas sejam confrontadas com o que sucede aos resíduos que produzem diariamente sem se preocuparem com a sua separação adequada, ou com as consequências dos seus actos muitas vezes descuidados. [1] A deposição de resíduos em Aterro Sanitário, tem sido o método de eliminação mais implementado no nosso Pais, no entanto associam-se a ele algumas desvantagens que poderiam serultrapassadas, por adopção de outros tratamentos mais eficazes. [1] O Plano Nacional para os Resíduos Sólidos Urbanos (PERSU), é bastante claro na definição da metas a atingir, e aponta para construção de aterros e incineradoras, paralelamente com a valorização da matéria orgânica através da Compostagem e incremento da reciclagem. As metas apontadas a longo prazo para esta problemática, evidenciam anecessidade de adoptar medidas, a fim de valorizar as componentes orgânicas através de processos viáveis e economicamente rentáveis. [1]

Figura 1 - Destino final dos resíduos sólidos urbanos em Portugal [5]

A Estratégia Nacional para a Redução de Resíduos Urbanos Biodegradáveis destinados a Aterros (ERB), evidencia a necessidade de uma gestão correcta dos Resíduos Urbanos Biodegradáveis (RUB), uma vezque representam cerca de 60% dos RSU produzidos. [1] RUB são todos os resíduos urbanos que podem ser sujeitos a decomposição anaeróbia ou aeróbia, como, por exemplo, os resíduos alimentares e de jardim, o papel e o cartão. [1] Salienta-se ainda, que a deposição de RUB em aterros, levanta alguns problemas ambientais, que a curto/longo prazo se fazem sentir, nomeadamente:       A produção debiogás e compostos com impactes ao nível de efeito de estufa; Produção de odores; Riscos de explosão; Produção de lixiviados com elevada carga orgânica; Ocupação de volume em aterro; Assentamentos. [1]

O Decreto-Lei n.º 152/2002, de 23 de Maio, relativo à deposição de resíduos em aterros, estabelece a necessidade de definição de uma estratégia nacional para a redução dos resíduos urbanos...
tracking img