Comportamento organizacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1333 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ETAPA 1

2º PASSO:

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL


É um campo de estudos que investiga o impacto que indivíduos, grupos e a estrutura têm sobre o comportamento dentro das organizações, com o propósito de utilizar esse conhecimento para promover a melhoria da eficácia organizacional.
Em outras palavras, o Comportamento Organizacional se preocupa com o estudo do que aspessoas fazem nas organizações e de como esse comportamento afeta o desempenho destas organizações.
Como de forma geral estas questões envolvem as relações de trabalho, os estudos têm enfocado os comportamentos relativos a funções, trabalho, absenteísmo, rotatividade, produtividade, desempenho humano e administração.
Embora haja alguma controvérsia sobre a importância relativade cada um deles, o comportamento organizacional inclui tópicos como motivação, comportamento e poder de liderança, comunicação interpessoal, estrutura e processos de grupos, aprendizado, desenvolvimento de atitudes e percepção, processos de mudanças, administração de conflitos, planejamento do trabalho e estresse no trabalho.
As mudanças ambientais impõem um contexto organizacionaldiversificado e complexo que pode ser abordado sob diversos prismas, além dos aspectos relacionados aos processos gerencial e decisório, fluxos de trabalho, delineamento e a implantação de novos sistemas informatizados; o assunto pode ser analisado de forma multi ou interdisciplinar e ainda, sob a ótica das interações humanas atribuindo lhe um caráter multifacetado.
Diante da permanentenecessidade de adaptação estratégica, a um ambiente em constante transformação e cada vez mais exigente, as organizações freqüentemente passam por mudanças reordenando seu modus operandi para aumentar sua competitividade através da melhoria da qualidade e inovação associadas à redução de custos.
Segundo considerações de CHIAVENATO (1996), é a transição de uma situação para outradiferente, a qual implica em novos caminhos, novas soluções, novos valores. Ela não é um assunto atual, pelo contrário, desde o início da história da humanidade o mundo sofre transformações na sua estrutura. Há cinco séculos antes de Cristo, um filósofo sofista, Heráclito, já dizia que e única constante do mundo é a mudança.
A mudança hoje pode ser considerada uma das principais atividadesdas organizações. As empresas, setores, departamentos e, principalmente, pessoas que não estiverem envolvidas no processo de mudança do mundo atual poderão, com certeza, se considerar algo do passado, com valores, comportamentos e atitudes ultrapassados.
Mudança, segundo considerações de CHIAVENATO (1996), é a transição de uma situação para outra diferente, a qual implica em novoscaminhos, novas soluções, novos valores. Ela não é um assunto atual, pelo contrário, desde o início da história da humanidade o mundo sofre transformações na sua estrutura. Há cinco séculos antes de Cristo, um filósofo sofista, Heráclito, já dizia que e única constante do mundo é a mudança.
Dentro do contexto organizacional a mudança também é uma constante, pois diferentes abordagensforam influentes em diversos momentos da história da
administração da produção, modificando a estrutura do trabalho de acordo com cada fase histórica e com a necessidade de transformação.
Mudanças na estrutura, no processo de trabalho, nas relações interpessoais, nos processos de comunicação, nos padrões de liderança, na inclusão de novas máquinas e tecnologias e no planejamento denovas estratégias levaram o trabalhador a ter uma nova visão e um novo comportamento perante o sistema produtivo.



De acordo com CHIAVENATO (1996), as organizações estão sujeitas a fatores internos e externos que continuamente sofrem mudanças. Os fatores externos influenciam as organizações através de modificações tecnológicas, econômicas, ambientais, políticas,...
tracking img