Comportamento organizacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2084 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL

1ª PARTE

EMPRESA GROUNDFORCE - TAP

ESCOLA SUPERIOR DE LISBOA

ANO LECTIVO 10/11



RESUMO: ESTE DOCUMENTO PRETENDE DEMONSTRAR UMA ANÁLISE DETALHADA DE UM PROBLEMA NA GESTÃO DE COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL NUMA EMPRESA, E A APRESENTAÇÃO DE UMA SOLUÇÃO.

Abstract: This document pretends to demonstrate a detailed analysis of a problem in the Managementof Organizational Behavior in a company, and presenting a solution.









Índice




1. Índice 2

2. Introdução 3

2.1 A Empresa Groundforce – TAP 3

2.2 Organograma 4

2.3 Problema identificado 4

2.4 Atitudes adoptadas 5

3. Ética e Modelo de Gestão do Comportamento 5

3.1 Ética 5

3.2 Modelo de Gestão do Comportamento 6

4. Comunicação organizacional 7

5.Clima Organizacional 8

6. Bibliografia/Netgrafia 10







Introdução

No âmbito da unidade Curricular de Comportamento Organizacional foi-nos proposto realizar uma análise acerca das várias vertentes do Comportamento Organizacional de um caso específico de uma empresa.

A empresa seleccionada foi a Grounforce (TAP) de Faro, devido a uma situação polémica de despedimentocolectivo. Neste caso específico, iremos analisar a cultura e o clima organizacional, bem como a sua comunicação e o Modelo de Gestão do Comportamento utilizado.





1 A Empresa Groundforce – TAP

A Groundforce Portugal, é uma empresa com sede em Lisboa, que se dedica ao haldling em linha, ou seja, presta serviços de apoio às aeronaves, aos passageiros e tratamento de carga ecorreio, sendo eles:

• Assistências Personalizadas

• Consultoria e Assistência Técnica

• Entrega de Bagagem

• Formação

• Lounges

• Load Control

• Limpeza de Aeronaves

• Operações de Voo e Administração de Tripulações

• Manutenção do Equipamento de Terra

• Representação Aeroportuária

• Segurança Aeroportuária

• Gestão deInstalações

• Serviço de Passageiros / Placa / Carga

• Transporte em Terra

Esta empresa actua no aeroporto de Lisboa, Porto, Funchal, Madeira e até recentemente no aeroporto de Faro. Divididos entre as diversas áreas e os diversos locais onde está presente, a Groundforce Portugal conta com mais de 2.376 colaboradores, sendo que 366 trabalhadores pertenciam ao pólo de Faro, agoraextinto. (dados referentes ao ano de 2010)

No ano 2005, através de um processo de privatização da SPdH–Serviços Portugueses de Handling, S.A., através da venda de 50,1% do seu capital por via de um Concurso Público Internacional, por parte da TAP - Transportes Aéreos Portugueses, ao Grupo Globalia, nascendo assim a Groundforce Portugal.

Em 2008, um consórcio de três bancos (BIG,Banif e Invest) adquire a posição detida pela Globalia, numa estratégia de Melhoria de Serviço ao Cliente e satisfação de todas as Partes Interessadas, mantendo-se até ao presente ano.




2 Organograma






3 Problema identificado

O problema identificado e que nos suscitou maior interesse foi o encerramento da Groundforce no aeroporto de faro, no dia 10 de Novembro de 2010.Este encerramento, acompanhado por várias situações de conflito, provocou o despedimento de 326 trabalhadores, sendo outros 22 transferidos para outras escalas e enviando 18 para a pré-reforma.





4 Atitudes adoptadas (Gestão e Trabalhadores)

A Groundforce justificou o encerramento da sua actividade no aeroporto de Faro com os elevados custos operacionais" da operação de Faro, osprejuízos recorrentes desde 2007 e o elevado peso dos custos com pessoal nas contas da empresa, aliado à "tripla sazonabilidade" da escala.

Os trabalhadores afirmam que não foram informados com antecedência do seu despedimento, e que a informação lhes chegou, no final do dia de trabalho por via e-mail. A empresa Groundforce teve um comportamento anti-negocial, prepotente, arrogante, lesivo...
tracking img