Como a psicologia se tornou uma disciplina científica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1870 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
NOME: Sarah Angélica Duarte de Castro Vieira
DISCIPLINA: Fundamentos das ideias psicológicas
PROFESSOR: Raquel Diniz
CURSO: Psicologia TURMA: 2MA
DATA: 12/06/2012
* Discorra sobre como a Psicologia se tornou uma disciplina científica, no final do século XIX:

A psicologia passou por uma longa jornada até se tornar uma ciência. Filósofos cientistas, físicos estruturam a história dapsicologia, por meios de pesquisas e outros recursos, para que ela se tornasse uma ciência independente.
Os filósofos gregos deram o primeiro passo, para que a psicóloga se tornasse ciência, Sócrates acreditava que o homem se aproximava de si mesmo, quando buscava a descoberta de novos questionamentos, sendo assim colocou os seres humanos as se questionarem sobre sua existência, fazendo o uso darazão. Platão dizia que o conhecimento do homem se da por duas ideias, a inteligível e a sensível, sendo a primeira um conhecimento mais concreto e a segunda vêm dos sentidos, de conhecimentos mutáveis. Por último Aristóteles, ele contribui para psicologia, pois traz consigo estudos sobre sensações e percepções e a influência dela no conhecimento humano.
A psicologia sempre foi considerada umestudo do comportamento humano, sendo complexo esse comportamento, pois cada um tem sua subjetividade, formada através do ambiente que o ser vive ou por questões biológicas. O homem é diferente dos outros animais, possuindo uma capacidade de pensar em suas ações e diferentemente essas ações podem ser alteradas de acordo com a cultura em que ele vive, com o que ele precisava para sobreviver, sendocapaz de construir todas sua vida futura, já os outros animais são dependentes da natureza, não se adaptam a qualquer ambiente, não usam a razão, pois não têm a capacidade do pensamento. Essa nova ciência traz consigo também a questão de querer ser independente, mais acaba dependendo de outros estudos voltados as questões biológicas e sociais.
Falando da questão social, levantamos o conhecimento dasubjetividade privatizada e sua crise, a subjetividade privatizada, vêm a ser nossos desejos, a nossa individualidade, tanto na forma de pensar, agir ou simplesmente ser, mas se pararmos para pensar melhor, podemos observar que o homem é influenciado pela sua cultura, crenças, costumes, regras, que estão ligadas a toda uma sociedade, sendo essa individualidade imposta, uma ilusão. Pois desdeantigamente éramos marionetes da igreja e dos nobres, que comandavam nossa maneira de pensar, nos fazendo acreditar que éramos livres, quando na verdade éramos levados pelas opiniões deles, totalmente voltados á acreditar que aquilo era o certo e tendo mais uma vez a ilusão de uma liberdade não existente. Quando a divindade que homem tinha sobre Deus (imposto pela igreja) se acaba, o homem se sentelivre, mas ao mesmo tempo inseguro dessa nova realidade, isso acontece na passagem do Renascimento para a idade Moderna, surgindo assim um novo modo de ser, deixando de lado a ideia do teocentrismo (Deus como centro do universo) e agora sendo antropocentrismo (o homem como centro do universo), não deixando de lado o crença em Deus, mais fazendo com que o homem se tornasse mais independente,vaidosos, responsável e como passar do tempo acreditando mais nele do que em Deus. A partir dessa ideia surgi o racionalismo, que defende que o conhecimento só verdadeiro se ele for logicamente necessário, eles não desconsideram o conhecimento empirista, mas acha que a razão é única forma de ganhar o conhecimento necessário para a realidade, o principal racionalista foi Descartes, logo após, surgi osempiristas, que acreditavam que todas nossas representações vinham dos sentidos, sendo assim todo conhecimento vêm das experiências e essa experiências se reduzem ( a posteriori), eles acreditavam que nossa mente era como uma pagina em branco, cujo o material dessas paginas, vinham da experiência que nos vivíamos, o empirista mais importante foi Francis Bacon. Todas essas teorias que acreditam que o...
tracking img