Como se formam os traumas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3787 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TRAUMAS
Prezados amigos,
Este artigo tem por objetivo, a informação e orientação sobre traumas psicológicos, adquiridos na fase de desenvolvimento da personalidade do Ser humano.
Espero contribuir, de alguma forma, nos esclarecimentos desse importante assunto.

Como nascem os traumas:
DA GESTAÇÃO AO NASCIMENTO
Em determinado momento da fecundação do "Ser" humano, quando as células quecompõe o cérebro estão se multiplicando, já existe as chamadas sensações externas, que são captadas pelo feto. O bebe consegue distinguir afeto ou rejeição, já compartilha os sentimentos diretos da mãe e do ambiente externo, naturalmente não consegue interpretar as palavras, mas já consegue distinguir sentimentos (medo, angústia, depressão, rejeição, amor, carinho, paixão, afeto, etc.), com seudesenvolvimento e acostumado no seu pequeno mundo, quando ao nascer (ou seja sair do ambiente que se encontrava dentro da mãe para o mundo exterior), constatamos que ocorre certo trauma, pois é o desligamento definitivo do ambiente que permaneceu no período de gestação, motivo pelo qual ninguém se recorda do momento do nascimento, ficando as informações armazenadas nas profundezas de sua menteinconsciente.
O bebe até um determinado período de vida somente capta as energias a sua volta e vai crescer sob influencia direta dessas energias, que repercutirá na sua formação psicológica e do seu "Eu", constatamos na fase da adolescência e adulta que pessoas dotadas de equilíbrio mental foram bem geradas e aquelas que são desequilibradas foram mal geradas, até mesmo rejeitas.
A formação psicológicade um indivíduo, independe do conhecimento cultural, educacional, religioso, social dos pais, constatamos que pessoas bem geradas (amadas e desejadas desde sua fecundação), são dotadas de certo equilíbrio mental.
É comum encontrar mães com traumas de parto, esse tipo de trauma deve-se ao fato de a mãe ser uma pessoa muitas vezes psicologicamente despreparada, desmotivada, insegura, algum traumaou medo ocasionado por um condicionamento no passado pode estar vindo a tona, (um simples comentário de um parto mal sucedido pode desencadear danos psicológicos profundos), normalmente esse tipo de trauma causa rejeição ao bebe, que fatalmente vai refletir na sua vida adulta. O fato do nascimento de um bebe, normalmente causa um fator estressante e de ansiedade profunda na mãe.
É aconselhado quealém do acompanhamento médico, seja feito um acompanhamento psicológico rigoroso junto as gestantes. É recomendado que as gestantes busquem terapias voltadas à auto - estima e confiança, relaxamentos físicos e mentais, busquem positividade nas conversas e diálogos, evitem absorver conteúdos contundentes e traumáticos mostrados pela TV, noticiários ou até mesmo conversa de comadres, o período degestação deve ser encarado com paz, tranqüilidade e amor. Ouvir musicas calmas e relaxantes é aconselhado. Os pais devem conversar com o pequeno "Ser", são momentos especiais, onde deve-se transmitir muito carinho e amor. O apoio do futuro papai e da família é fundamental para segurança psicológica da gestante e do bebe.



TRAUMAS NA INFANCIA (primeira fase):
A primeira fase da infância émarcada pelo desenvolvimento dos órgãos dos sentidos, que rapidamente vão aguçando a medida que os dias passam, ao tempo que a capacidade de armazenar informações em sua mente é cada dia maior, tornando o alicerce de sua personalidade. No início a comunicação da criança com as pessoas a sua volta é através do choro, por ele, podemos claramente saber se sente fome ou algum desconforto, e já éiniciado o processo de condicionamento e indução, o simples fato de colocar uma chupeta na boca da criança, estamos induzindo-a para se acalmar, funciona como um tranqüilizante, e a criança se habitua de tal forma que depois de algum tempo, fica difícil tirar a indução (o vício de chupeta), dando inicio a uma verdadeira guerra mental, a criança entra em conflito consigo mesma, pelas forma com que os...
tracking img