Como se deve escrever a historia do brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1086 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Como se deve escrever a história do Brasil

Como se deve escrever a história do Brasil é uma dissertação de Von Martius, que foi oferecida ao IHGB no intuito de preencher lacunas do acervo a cerca da historiografia brasileira. Segundo o autor qualquer um que deseja trabalhar com a história do Brasil, não poderá nunca deixar de destacar os elementos que neste contexto competiram para odesenvolvimento humano.
Estes elementos de natureza diferente convergiram à formação do homem em três raças, sendo que cada uma dessas raças possuem sua própria característica e particularidade no olhar histórico. Essas raças, a saber: A de cor de cobre ou americana (os Índios), a branca ou caucasiana (os Portugueses) e a preta ou etiópica (os Africanos).
Von Martius apresenta um trabalho que contém ospontos e problemas que deveriam ser explicados para a compreensão geral e ampla do Brasil, salienta a importância do Índio e do negro, acrescenta ainda a necessidade de se conhecer melhor os costumes, a língua e a mitologia indígena, a falta de elementos cotidianos do colono português e do escravo africano para a compreensão dos mecanismos coloniais.
O que enaltece esta dissertação é a maneiracomo ela é desenvolvida, ele descreve apuradamente sobre cada etnia, sobre cada cultura, o que até então não era um sistema de estudo muito comum, geralmente se percebe um estudo de periodização, ou de divulgar apenas a história da colonização portuguesa como se fosse uma maneira de apresentar a história vista por cima, ou a história de um povo só.

OS ÍNDIOS E SUA HISTÓRIA COMO PARTE DA HISTÓRIADO BRASIL

Para começar os estudos sobre esta etnia é necessário que o historiador brasileiro se encarregue da tarefa de investigar minuciosamente a vida e a história do desenvolvimento dos aborígenes americanos.
Segundo Von Martius os indígenas brasileiros, não são o homem em estado primitivo e sim o restante de uma civilização perdida, o passado dessa raça americana é entendida como umaépoca encoberta de escuridão e estudá-la pode ser uma tarefa espinhosa ao mesmo tempo bem interessante, garante o autor, ainda acrescenta qual deve ser o primeiro passo que o historiador deve trilhar neste campo – “ Em primeiro lugar devemos considerar o indígena brasileiro, em suas manifestações exteriores, como ente físico, e compará-lo cm os povos vizinhos da mesma raça. O passo imediato nos levaráà esfera da alma e da inteligência destes homens; a isto se ligam investigações sobre a extensão de sua atividade espiritual, e como ela se manifesta por documentos históricos”- Esse documento citado seria de maneira mais geral e significativa a língua dos Índios, pois é através do conhecimento desta que alcançaremos o passo imediato que nos levará á esfera da alma e da inteligência desteshomens. A principal língua dos índios brasileiros é o tupí e se faz de suma importância que o historiador a compreenda, pois ela está presente praticamente em todas as tribos, é como se fosse sua língua universal.
Por fim, o autor ainda chama atenção para as construções americanas que mesmo nunca ter-se encontrado nenhum vestígio aqui no Brasil não significa que devemos duvidar de possíveiscivilizações superiores comparadas as do México, Cundinamarca e Bolívia, por exemplo.

OS PORTUGUESES E SUA PARTE NA HISTÓRIA DO BRASIL

Quando os portugueses chegaram ao Brasil acharam poucos indígenas, e puderam desenvolver-se quase sem serem importunados pelos índios locais. Estes só forçaram os colonos a precaver-se contra as suas invasões hostis, criando o sistema de milícias. Essas milícias foramimportantes por dois motivos: 1º fortaleceram e conservaram o espírito aventureiro do português. 2º favoreceram o desenvolvimento de instituições municipais livres de uma certa turbulência. Por esse motivo os portugueses tiveram sucesso contra as invasões estrangeiras.
Não diferente da primeira raça citada (Índios), aqui também é importante que o historiador faça um estudo sobre os costumes...
tracking img