Como montat uma clinica radiologica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1981 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MÓDULO 1.1: A TERRA É MAGNÉTICA
A descoberta de que a Terra possui um
campo magnético próprio ocorreu em 1600 por um
cientista chamado William Gilbert. Ele chegou a
conclusão de que a Terra se comportava como um
grande imã. O estudo do campo magnético da Terra
(ou geomagnético) sempre foi de grande
importância histórica, tanto para a orientação nas
navegações quanto para um melhorconhecimento
sobre o planeta Terra. Nos dias atuais há muita
pesquisa
sendo
desenvolvida
sobre
geomagnetismo. Alguns tópicos ainda estão em
plena discussão, como por exemplo, os processos
que originam este campo magnético e as suas
consequências para a Terra. Neste curso
discutiremos desde os tópicos fundamentais até as
questões mais complexas que atualmente estão
sendo estudadas.
Como ocampo magnético é uma grandeza
vetorial, com intensidade e direção, podemos
medi-lo por seus componentes (Figura 1): norte
(X), leste (Y), vertical (Z) e por seus ângulos de
declinação magnética (D) e inclinação magnética
(I). A componente horizontal do campo é
representada por H e a intensidade total por F (ou
por B). A componente horizontal (H) aponta para o
norte magnético. A declinaçãomagnética é o
ângulo entre o norte magnético e o geográfico.
A intensidade do campo magnético é
medida em uma unidade chamada Tesla. O campo
geomagnético é expresso em nano-tesla (nT) que é
igual a 10-9 tesla. A intensidade do campo na
superfície da Terra é da ordem de 70.000 nT
próximo aos pólos e cerca da metade deste valor
próximo ao equador (Figura 2). Mas há uma região
da Terraonde o campo é mais fraco e essa área é
chamada de Anomalia Magnética do Atlântico Sul
(AMAS). Grande parte da AMAS está localizada no

Brasil e será um tópico de importante discussão no
decorrer deste curso.

Figura 1: Componentes do campo geomagnético: “X” é a
componente norte, “Y” é a componente leste e “Z” a vertical.
O ângulo “D” é a declinação magnética: desvio da bússola
em relaçãoao norte geográfico e a inclinação “I” é o ângulo
entre a componente horizontal (“H”) e o campo total (“F”).

AMAS

F igura 2: Mapa do campo magnético em 2005 calculado
por um modelo internacional de referência do campo
geomagnético (IGRF).

O campo magnético observado é resultado
da contribuição de diferentes fontes: o campo do
núcleo, o campo externo, campo induzido e o
campocrustal. Os campos do núcleo, crustal e
induzido serão abordados em detalhes no módulo
2, já o campo externo será descrito no módulo 3.
Entretanto, para uma visão geral do campo
geomagnético,
explicamos
as
principais
características em seguida.
1

Campo do núcleo (ou campo principal): o campo
geomagnético gerado no núcleo possui uma
geometria aproximadamente dipolar. Este campocorresponde a cerca de 90% do campo observado,
por isso o campo do núcleo também é chamado de
principal. Esse campo dipolar funciona como um
“escudo protetor” para as partículas que vêm do
Sol e de raios cósmicos que se propagam na
direção do nosso planeta.
O termo dipolar significa dois pólos, norte e
sul, como por exemplo, em um imã. As LINHAS DE
FORÇA DO CAMPO MAGNÉTICO em um imã saem
do pólonorte para o pólo sul (Figura 3).

consideram os pólos magnéticos de acordo com os
pólos geográficos. Por isso, a configuração atual do
campo magnético indica que o pólo sul magnético
está próximo ao pólo sul geográfico e vice-versa
(Figura 4). Essa associação não é permanente, já
que devido às reversões do campo, os pólos
invertem o sentido.

F igura 4: Representação atual do campodipolar da Terra,
mostrando as linhas do campo magnético, os pólos
magnéticos e geográficos.

F igura 3. Linhas de força do campo magnético de um
imã.

Mas você imagina como é o interior da
Terra? O interior da Terra possui quatro camadas
principais: a crosta, o manto, o núcleo externo e o
núcleo interno (Figura 5). Cada camada possui
características específicas de composição, pressão e...
tracking img