Comercio internacional - resumo do krugman cap 1 ao 7

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1834 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Vantagem Comparativa:
Com dois bens:

Custo de oportunidade - X em termos de Y é o quanto Y poderia ser produzido com os mesmos recursos necessários para produzir certo número de X.
Vantagem Comparativa - Custo de oportunidade de produzir X menor que de produzir X em RM

Pressupostos dos modelo:
Local e RM
Trabalho unico fator de producao
Apenas dois bens
A oferta de trabalho é fixa emcada pais
Produtividade de MDO é fixa para cada bem (custo de oportunidade nao muda)
Prevalece a concorrencia perfeita
Comercio internacional nao afeta a distribuicao de renda
Vantagens comparativa
Padrao do comercio é baseado nas diferencas de produtivdaides(tecnologicas de cada pais) que refletem em diferentes produtividades
a especializaco gera ganho para os dois
Como há diferencatecnologica há diferenciacao de salarios entre os paises
Importa para o pais se é mais barato em termo de seu proprio trabalho produzir X e comerciar por Y
FFP: Linhas reta com eixo Qx e Qy nos pontos L/alx e L aly
Salario: Px/aLx=WLx e Py/aLy=WLy equilibrio -> WLx=WLy. ou Px/aLx=Py/aLy se Px/Py>aLx/aLy produz, =indifere. N as Cqnte(sem comercio), < nao produz













OfertaRelativa e Demanda relativa:


Com N bens:

Padrao do comércio depende do salario relativo entre Local e Rm
Os bens serao produzidos onde é mais barato
Tres motivos porque a especializacao extrema nao aocntece no mundo real: a)existencia de mais de um fato de producao, b)protecoes dos paises c) custos de transporte
Oferta Relativa e Demanda Relativa


Fatores especificos:
Recursos naopodem se mover imediatamente ou sem custo de uma industria para outra
Industrias diferem quanto aos fatores de producao que demandam
2 bens: manufatura e alimentos
3 fatores de producao: L, K e S
Qmanufatura=f(K,Lm) e Qalimento = f(S,La)
Trabalho se desloca entre as duas e os fatores sao específicos
Concorrencia perfeita
Lm+La=L
Demandam trabalho ate o ponto em o valor produzido porhomem-hora adicional seja igual ao custo de empregar aquela hora na producao
PMgLm X Pm = w = PmgLa x Pa
PMgLa/PMgLm = - Pm/Pa
Comercio leva a uma convergencia dos preços relativo
O comércio internacional torna possível que a composição de manufaturas e alimentos consumida seja diferente da composição produzida
O comércio beneficia o fator que é específico do setor exportador de cada país, masprejudica o fator específico dos setores que concorrem com as importações.
Expande as esolhas da economia
Alguns grupos perdem mas é possivel redistribuir renda para que seja bom para todos

Funçao de Producao:
Reflete a lei dos rendimentos decrescentes. Cada trabalhador tem menos capital para trabalhar e acrescenta menos a producao.


Produto marginal do trabalho:Fronteira de possibildiade de producao:
Alocacao de trabalho








Producao

Se ambos preço aumentam nao tem efeito real
Quando apenas PM aumenta, o trabalho desloca-se do setor de alimentos para o de manufaturas e a produção de manufaturas aumenta enquanto a de alimentos cai. Os salários (w) não aumentam tanto como PMporque o emprego no setor manufatureiro aumenta e, portanto, oproduto marginal do trabalho nesse setor cai.

Aumento dos precos nas manufaturas
Resposta da producao:
Determinacao de precos relativos

Preço pos comercio:

Hecksher-Ohlin

Comercio influenciado por: diferença de produtividade do trbalho e dotacoes de recursos
2 bens
2 fatores: terra e trabalho
Fatores podem ser combinados em diferentes proporcoes
Escolha de insumos dependerada proporcao w/r
Em um mundo de dois bens (roupas e alimentos) e dois fatores (trabalho e terra), a produção de alimentos é terra-intensiva se, em qualquer razão dada salário–renda da terra, a relação terra-trabalho usada na produção de alimentos é maior que a usada na produção de tecidos: SA/LA > ST/ Lt
– Teorema (efeito) Stolper-Samuelson: Se o preço relativo de um bem aumenta, mantendo-se...
tracking img