Comercialização e distribuição de carne bovina no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 54 (13328 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
I. INTRODUÇÃO

A pecuária bovina e corte no Brasil assume um papel de fundamental importância nas relações econômicas do país.
Tal importância verifica-se nos números a serem ressaltados neste trabalho, bem como nas relações que se estabelecem no âmbito da produção e comercialização da carne bovina.
A bovinocultura responde por cerca de 47% do volume total da produção brasileira de carnes,embora sob diferentes sistemas de produção, os quais serão tratados com maiores detalhes mais adiante, e com grande variabilidade nos níveis de produtividade.
Participação da bovinocultura de corte na formação do PIB brasileiro é hoje superior a 3% (Anual PEC, 2002), fator este que vem a reafirmar a importância e o peso da produção pecuária nas relações socioeconômicas do país.
Além disso oBrasil possui o segundo maior rebanho mundial de gado bovino (cerca de 165 milhões de cabeças), superado apenas pela Índia.
É o segundo maior produtor mundial de carne bovina (12% da produção mundial ou cerca de 7 milhões de toneladas), superado apenas pelos EUA (11,6 milhões de toneladas) e é o terceiro maior exportador mundial de carne bovina (cerca de 780 milhões de toneladas por ano), perdendoapenas para os EUA e Austrália.
Quanto à distribuição no espaço nacional, observa-se uma histórica concentração deste nas regiões Sudeste e Centro-Oeste do país, dadas as melhores condições de concentração do capital (estrutura do capital produtivo), organização fundiária e condições edafo-climáticas mais compatíveis com a prática de tal atividade produtiva nestas regiões.
Estudo do ConselhoNacional da Pecuária de Corte (CNPC) estimam que a cadeia produtiva é formada por cerca de 2 milhões de estabelecimentos do sistema integrado (incluindo indústria e comércio), empregando quase 8 milhões de pessoas na atividade direta e com um faturamento superior a 30 bilhões de dólares (DBO Rural, 1997).
Quanto ao sistema de produção verifica-se o predomínio do caráter extensivo da pecuárianacional, o qual se caracteriza pelo regime de pasto onde se destingüe três fases principais do manejo: cria, recria e engorda.
O caráter extensivo da pecuária brasileira resulta na limitação dos níveis de produtividade do rebanho nacional em relação a outros países tais como EUA, Holanda e Argentina.
Já o caráter intensivo da pecuária, o qual se dá pelo sistema de engorda em confinamento passou ater maior expressão no Brasil a partir da Década de 80.
Neste sistema de produção a preocupação com a produtividade baseia as ações e medidas tomadas pelos criadores que visam a melhoria da qualidade do produto, aliada a redução dos custos dos fatores de produção.
O mercado de carnes no Brasil até pouco tempo foi (e em boa parte ainda é) conduzido por baixos índices produtivos, abatesclandestinos e distribuição através de açougues. Atualmente já podem ser observadas várias alterações neste cenário, a partir das maiores exigências de alguns segmentos de consumidores, e a crescente importância dos super e hipermercados na distribuição de carne bovina. O mercado passa a ser cada vez mais segmentado, as empresas começam a buscar a diferenciação através de marcas e selos de qualidade,surgindo alianças estratégicas entre processadores, produtores e distribuidores.
Embora ainda numa fase muito inicial, a despeito dos vários problemas e conflitos existentes, este novo cenário tende a se ampliar e consolidar, exigindo profundas mudanças na forma como os agentes se relacionam.
Alguns fatos sempre chamam a atenção quando se fala em pecuária nacional. O primeiro é o número de cabeças degado que chega a 146 milhões, colocando o Brasil, em primeiro lugar quanto ao número de cabeças de gado comercial no mundo; 1 milhão de pecuaristas de gado de corte ocupando 221 milhões de hectares; 742 indústrias de carne e derivados; 99 indústrias de arm azenagem e 55 mil estabelecimentos no comércio varejista segundo levantamentos de 1993 do CNPC (Conselho Nacional da Pecuária de Corte)....
tracking img