Coloração de gram

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1173 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE – FURG
ESCOLA DE QUÍMICA E ALIMENTOS
CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA
LABORATÓRIO DE ENGENHARIA DE BIOPROCESSOS
DISCIPLINA DE BIOQUÍMICA INDUSTRIAL
PROF. ANDRÉ BURKERT
MESTRANDA: MICHELE PALUDO

IDENTIFICAÇÃO DE BACTÉRIAS PELA TÉCNICA DE COLORAÇÃO DE GRAM

Fabiane Netto 38747
Luciana Rocha 38752

Rio Grande, agosto de 2010

SUMÁRIOINTRODUÇÃO 1
1. OBJETIVOS 2
2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 3
3. MÉTODOS E MATERIAIS 6
a. Materiais e reagentes: 6
b. Metodologia: 6
4. RESULTADOS E DISCUSSÃO 8
5. CONCLUSÃO 9
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 11

INTRODUÇÃO
Desenvolvida em 1884 pelo bacteriologista holandês Hans Cristian Gram, a coloração de Gram, rotineiramente utilizada em laboratórios de microbiologia, consiste empreparações histológicas para observação ao microscópio óptico, utilizada para corar diferencialmente microorganismos com base na composição química da sua parede celular sendo que a integridade desta também interfere na coloração.
A técnica de Gram permite dividir as bactérias em dois grandes grupos: Gram positivos(roxo) e Gram negativas(vermelho) além de permitir o estudo da célula bacterianaquanto à sua morfologia(cocos ou bacilos) e arranjo.

1. OBJETIVOS
Essa aula prática de laboratório teve como objetivo a familiarização dos alunos com a técnica de coloração de Gram além de auxiliar na distinção das diferentes formas e arranjos das bactérias.

2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
Os microrganismos diferem química e fisicamente entre si, reagindo de modo diferente às operações decoloração. Este é o princípio básico da coloração diferencial. Então, designa-se coloração diferencial o método que permite distinguir tipos de bactérias.
A morfologia individual e as reações tintoriais constituem, em geral, os critérios preliminares para identificação das bactérias e sua posterior classificação. O exame microscópico direto de um microrganismo é comumente suplementado com examemicroscópico após coloração que, além de facilitar sua observação, permite a visualização de determinadas estruturas. O método de coloração de Gram permite colocar as bactérias em dois grandes grupos: as que retêm o corante Cristal Violeta e que são denominadas Gram-positivas e as que não retêm este corante e se denominam Gram-negativas. Esta característica é um dos pontos de partida para aclassificação das bactérias.
O mecanismo da coloração de Gram tem sido explicado por várias teorias. Sabe-se hoje que ele está ligado à permeabilidade da parede celular bacteriana, que retêm o complexo iodopararrosanilina (composto do Cristal Violeta + Lugol) permitindo ou não a descoloração pelo álcool.
Essa diferença na permeabilidade destas membranas aos reagentes químicos leva a diferenças decoloração. Na técnica de Gram utiliza-se primeiro um corante básico, Cristal Violeta, seguido de um mordente, Lugol que aumenta a afinidade da célula para o corante, um agente descolorante, o álcool a 95% que remove o corante, e finalmente um segundo corante básico, por exemplo, a Fucsina básica. As células que retêm o primeiro corante chamam-se gram (+) e as que descoram ficarão coradas pelosegundo corante e são as gram (-). Nas gram (-) o solvente álcool ou acetona remove a membrana externa da parede destas bactérias, e como a camada de mucocomplexo é pouco espessa não consegue reter o corante Cristal Violeta que é assim retirado da célula por lavagem.
As bactérias Gram-positivas apresentam uma parede espessa, homogênea, geralmente não estratificada e predominantemente constituídapor peptidoglicano. O peptidoglicano é um heteropolímero rígido e insolúvel na água, constituído por cadeias lineares de dois açúcares aminados – NAG (ácido n-acetilglucosamina) e NAM (ácido n-acetilmurâmico) – ligados entre si por ligações glicosídicas. As cadeias lineares ligam-se entre si através de cadeias de quatro aminoácidos. Deste modo, o precipitado insolúvel que se forma por ação do...
tracking img