Coletor solares de baixo custo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1438 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EFICIÊNCIA TÉRMICA DE COLETORES SOLARES DE BAIXO CUSTO – CSBC

O Coletor Solar de Baixo Custo é um novo conceito para aquecimento de água utilizando apenas materiais termoplásticos, de uso comum na construção civil: forros modulares e tubos de PVC rígido, mas sem a cobertura transparente. A face superior da placa de PVC recebeu revestimento de cor negra, tinta comercial, para servir comosuperfície absorvedora de radiação solar. Protótipos destes coletores solares foram instalados em duas entidades
assistenciais da região de Campinas e no campus da FEQ, funcionando sem
problemas há um ano.
Os ensaios de eficiência térmica foram realizados conforme ABNT NBR 10184 no Laboratório Green-Solar, do Centro Brasileiro para Desenvolvimento da Energia Solar Térmica, PUC-Minas. Foi determinadauma eficiência térmica de 67%, comparado aos 75% dos coletores convencionais com tubos de cobre e cobertura de vidro.Palavras-chave: PVC, coletores solares, eficiência térmica.

INTRODUÇÃO A grande parte da energia elétrica gerada no Brasil, isto é 77%, é obtida a partir de usinas hidrelétricas, de acordo com a Empresa de Pesquisas Energéticas (EPE) do Ministério de Minas e Energia1, pelaprópria política governamental e pelo grande potencial hídrico de país. Todavia, a geração deste tipo de energia é muito cara e toda vez que uma nova usina é projetada ocorre muito prejuízo para o meio ambiente. A classe residencial detém 24,8% do mercado de energia elétrica com consumo de 7.217 GWh. Um chuveiro elétrico responde pela maior parcela de consumo de energia elétrica residencial, 25% a 35% dototal gasto, e segundo estimativa do Procel (2005), calcula-se que o chuveiro consome de 6,2% a 8,7% do total de energia elétrica produzida no país.
Esta é uma das grandes motivações para o desenvolvimento da pesquisa de coletores solares de baixo custo (CSBC) para aquecimento de água para banho como alternativa ao chuveiro elétrico, responsáveis por 18% da demanda de pico do sistema. Alémdisso, há uma questão de cunho social, o CSBC pode ajudar a população de baixa renda. Levando-se em conta que um banho tenha tempo médio de 8 a 10 minutos, no final do mês, o chuveiro representará pelo menos 40% do valor da conta de energia elétrica de habitações populares. Segundo dados da Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG-2006), o consumo médio de uma residência de baixa renda é de R$ 40,00ou uma média de R$ 16 só por conta do banho quente.
Uma série de razões impede que a energia solar, ainda que de boa idéia, não vingasse no Brasil - falta de planejamento governamental, regras de construção civil que induzem à instalação de chuveiros elétricos, financiamento caro e escasso, poucos estudos técnicos sobre a tecnologia. Mas os aquecedores solares apresentam também vantagens sociaiscomo a redução da conta de energia elétrica já mencionada e a geração de um grande número de empregos por unidade de energia transformada. No Brasil, a produção anual de um milhão de m² de coletores geraria aproximadamente 30 mil empregos diretos, em empresas de pequeno e médio porte, atualmente o mercado de coletores é de 350 mil m2 por ano2. Há também um Projeto de Lei para a cidade de S.Paulo,que visa instalar aquecedores solares de água em edificações, em elaboração pelo Comitê Municipal de Mudanças Climáticas e Eco-Economia da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente.
Em Belo Horizonte, destaque no país pelo emprego da energia solar devido a ações da CEMIG, o mercado imobiliário entendeu a importância dos sistemas tanto para a redução dos custos de condomínio e de energia elétrica,que hoje existem cerca de 1000 edifícios de apartamentos com sistemas solares de aquecimento de água. Praticamente todos os lançamentos de condomínios de classe média usam o equipamento como um dos apelos de venda.
O uso de aquecedores solares ainda é incipiente no Brasil: em 2002, a área instalada de coletores solares no país era de 1,2 m2/100 habitante,
consideravelmente menor que aquela...
tracking img