Codigo de defesa do consumidor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1838 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1- INTRODUÇÃO

As fôrmas e cimbramentos são ferramentas muito importantes no processo construtivo na construção civil: elas são usadas há muito tempo nas construções para mondar as peças estruturais de concreto armado.


Devido seu fácil manuseio e de ser um material encontrado praticamente em todos os lugares seu uso se popularizou na construção civil: moldando, escorandousada em contraventamento, em construções provisórias, em andaimes, como suporte para construção.


No Brasil este processo por muitos anos sempre esteve no estágio artesanato, mas as empresas estão caminhando cada vez para a industrialização e especificação técnica. Este trabalho acadêmico vem mostrar os processos construtivos envolvidos, seus materiais, normas e equipamentos.2- FORMAS


2-1 Conceituação


Há uma série de explicações para o fato de a madeira ser um dos materiais mais utilizados como formas para estruturas de concreto; além das propriedades físicas apropriadas como: resistênciamecânica, estabilidade, pouca variação de tamanho quando há variação de temperatura e de um sistema facilmente dominado de mão-de-obra qualificada – carpinteiros e montadores. Além disso as fôrmas de madeiras são versátil permitindo seu aproveitamento em outra ocasião,sendo reutilizada reduzindo os custos de execução da estrutura na obra.


Além de modelar e dar a forma a qualquer peça emconcreto, as fôrmas são responsáveis por atender a várias exigências não menos importantes:


• Garantir a geometria das peças estruturais (dimensões e formatos).


• Manter a conformação do concreto fresco


• Possibilitar o posicionamento de outros elementos nas peças (furos de passagem,caixas de instalações elétricas e hidráulicas, espaçadores, a própriaarmadura .)


• Garantir o posicionamento das peças (junto com o escoramento permite a locação exata no espaço de todas as peças estruturais)


• Proteger o concreto novo (devido à fragilidade do concreto novo, as fôrmas o protegem contra impactos acidentais bem como contra variações bruscas da temperatura ambiente)


• Limitar a perda de água do concreto fresco(mantendo a quantidade de água necessária para a hidratação do cimento).


A grande importância das fôrmas é evidente, porém, por se tratar de um elemento provisório, que não fica incorporado ao produto final, as fôrmas muitas vezes não recebem a atenção necessária com isso é muito comum encontrar muitos improvisos nas obras.


2-2 Aplicações


Para trabalhar com fôrmas demadeiras, as construtoras têm a sua disposição duas opções: produzir suas próprias fôrmas no próprio canteiro de obras a partir de um projeto específico ou comprar um sistema pronto.Não há consenso sobre qual método é melhor porém é muito usual pelas construtoras optarem por fabricar suas próprias fôrmas.


De acordo com Nilton Nazar(Téchne 2007,pag.28).“É preciso considerar a cultura daconstrutora. Algumas se dão bem com o sistema pronto.Outras preferem produzi-las.”


Especialistas no assunto dão algumas dicas para escolher o melhor sistema e padrões construtivos adotados:


• A produtividade decorre diretamente da escolha do sistema de da qualificação da mão-de-obra dos operários.


• Todo equipamento exige manuseio segundo seu manual de instruçãode trabalho de execução e inspeção.


• A medida, o alinhamento, esquadro e prumo devem ficar dentro da tolerância estabelecida na norma (a isso 9001 e um exemplo).


• Para fôrmas feitas na obra é importante estudar e planejar para otimizar o corte e reduzir as perdas.As bodas cortadas devem ser seladas para evitar infiltração de umidade de agentes químicos do concreto...
tracking img