Codigo da manu

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (298 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O CÓDIGO DE MANU
Manu foi um personagem mítico, considerado “Filho de Brama e Pai dos Homens“.
Se situa aproximadamente no ano 1000 a. C., tendo sido escrito em sânscrito esido a legislação mais antiga da Índia.
O Código de Manu (séc. II a.C.- séc. II d.C.) é parte de uma coleção de livros bramânicos, enfeixados em quatro compêndios: oMahabâta, o Ramayana, os Puranas e as Leis Escritas de Manu. Inscrito em sânscrito, constitui-se na legislação do mundo indiano.

Historicamente as leis de Manu, são tidas como aprimeira organização geral da sociedade sob a forte motivação religiosa e política. O Código é visto como uma exaustiva compilação das civilizações mais antigas. O Código deManu não teve uma projeção comparável ao Código de Hamurabi, porém se infiltrou na Assíria, Judéia e Grécia. Em certos aspectos é um legado comparado ao deixado por Roma àmodernidade.
Na verdade, seus idealizadores julgavam que a coação e o castigo eram essenciais, para se evitar o caos produzido na sociedade, advindo da decadência moral humana.Havia nele uma estreita correlação entre o direito e os dispositivos sacerdotais, os problemas de culto e as conveniências de castas. Trocando em miúdos, a aplicação do direitodizia respeito à casta do sujeito, a sua condição social.
E como não poderia deixar de ser, a mulher se encontra em extrema desvantagem, numa condição de completa passividade,dentro desse Código.
As leis de Manu (Manu foi o Adão do paraíso indiano) são concebidas como um calabouço profundo, onde o Hindu de classe média ou inferior encontrava umabismo legal diante de suas ações inseguras. Isto é justificado, em face da adoção ideológica de que o castigo e a coação são essenciais para se evitar o caos na sociedade.
tracking img