Classe média

Páginas: 13 (3120 palavras) Publicado: 1 de março de 2011
Curso de Especialização Tecnológica em Relações Laborais

Disciplina de:
Classes Sociais e Estratificação Social

Tema:
Opção A – Giddens, Anthony (1975), “O Crescimento da Nova Classe Média” in A Estrutura de Classes das Sociedades Avançadas, Rio de Janeiro, cap. X.

                                                                                     

Sílvia dos Reis Brioso

ISCTELisboa, Abril de 2009

-1-
Giddens começa por fazer uma crítica à interpretação de Marx acerca de classe média na sociedade contemporânea, discutindo o crescimento da “nova” classe média. Segundo o autor, Marx reconhecia o crescimento da classe média (que em Marx se situa entre o proletário e o capitalista), isto é, via uma mudança na sociedade, a emergência das novas profissões, no entantodava-lhe pouca importância preferindo acentuar a dicotomia entre burguesia e o proletariado.
A perspectica de Marx assentava na concepção materialista da história, que segundo a qual a mudança social é, acima de tudo, promovida por factores económicos, ou seja, os sistemas sociais transitam de um modo de produção para outro. E à medida que a classe assalariada tornar-se-ia cada vez maior estairia criar as condições para uma tranformação revolucionária da sociedade, derrubar o sistema capitalista para dar lugar a uma nova sociedade onde não existissem classes. Mas, Giddens critica Marx dizendo que, na verdade, o que se tem vindo a verificar nas sociedades capitalistas desde o sec. XIX, é um ligeiro declínio da “velha classe média”(a pequena burguesia em Marx) e não o seudesaparecimento. E, se por um lado, a “velha classe média” tenta resistir embora em menor número, pois desde a viragem do sec. XIX que o pequeno burguês tem diminuido em favor das grandes empresas, por outro lado, há um crescimento da “classe média” (os trabalhadores sem qualificação e não-manuais em Giddens) e a classe operária tornou-se cada vez mais pequena com o declínio do trabalho industrial.
Giddensrefere que na generalidade dos países capitalistas oberva-se um decréscimo da “velha classe média” e um aumento do sector dos “white-collar” que se deve ao crescimento das ocupações de escritório e vendas com a expansão da indústria de serviços. As qualificações educacionais e técnicas abrem possibilidades de mercado, que não estão ao alcance dos trabalhadores manuais, em termos de salário e outrosbenefícios económicos, tais como as oportunidades de promoção na carreira profissional. Giddens considera que, nas sociedades capitalistas, é o mercado que surge como o mecanismo das desigualdades. Pois os membros da classe média, graças à suas qualificações técnicas, ocupam posições que lhes possibilitam maiores vantagens materiais. Todavia, desde a viragem do século XIX que o rendimento dostrabalhadores manuais aumentou, mas os trabalhadores não manuais usufruem de mais segurança em termos contratuais, se bem que pode haver categorias de trabalhadores manuais que
-2-
tendam futuramente a gozar de melhores condições contratuais. Os padrões de vencimentos são muito diferentes entre as duas categorias, devido às oportunidades de promoção e à “curva decrescente”. Os trabalhadoresmanuais além de não gozarem de oportunidades de promoção, os seus salários sofrem de uma “curva decrescente” a que os trabalhadores não-manuais não estao expostos graças aos aumentos anuais dos seus vencimentos. A fim de demonstrar bem o diferencial de salários, o autor refere o caso de Inglaterra dado por Fogarty, em que os trabalhadores manuais por não deterem conhecimentos técnicos atingemrapidamente o topo da tabela salarial e estagnam, enquanto que os trabalhadores não-manuais e especilizados ascendem mais tarde na sua carreira profissional, mas, em contrapartida os salários dos primeiros sofrem de um maior decréscimo em relação aos outros. A acrescentar a isto há ainda a carga horária semanal que é maior nos trabalhadores manuais. E, ainda, outro aspecto é o facto de os trabalhadores...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • classe média
  • A CLASSE MÉDIA
  • Classe media
  • classe media
  • classe media
  • classe média
  • Nova classe média no brasil
  • A nova classe média

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!