Clarinete

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1734 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
MÉTODO BÁSICO PARA CLARINETE
Elaboração: Prof. MS Costa Holanda e Jardilino Maciel

Governo do Estado do Ceará – Secretaria da Cultura
Sistema Estadual de Bandas de Música

INTRODUÇÃO
Este método consiste em orientar de uma maneira mais direta e didática o
aprendizado no Clarinete, instrumento muito usado pelas orquestras e bandas de
música.
Veremos detalhadamente neste método tópicosque facilitarão o aprendizado no
Clarinete desde a formação de embocadura até execução de um trecho musical pelo
aluno. Neste trabalho esperamos um melhor aproveitamento do aluno, sem esquecermos
que a orientação do professor de música será de grande importância para a formação do
aluno.

Governo do Estado do Ceará – Secretaria da Cultura
Sistema Estadual de Bandas de Música

O CLARINETEInstrumento de sopro, com palheta simples pertencente ao
grupo das madeiras. Credita-se a invenção do clarinete (ou
clarineta) ao alemão Johann Christian Denner, em Nurenberg,
provavelmente entre os anos de 1700 e 1707, como um
aperfeiçoamento do Chalumeau, instrumento de madeira em uma
só peça, com orifícios para os dedos e uma ou duas chaves e sem
ação direta dos lábios sobre a palheta.Tomou a forma atual na década de 1840, com o sistema
de chaves desenvolvido por Theobald Boehm. Na orquestra, o
clarinete mais usado é o clarinete em Si bemol e, em algumas
passagens o Clarone ou Clarinete baixo. O clarinete de J. C.
Denner era um instrumento de dimensões maiores, construído em
duas partes: pavilhão e bocal, e possuía apenas duas chaves, além
de um orifício que permitiaobter o 3º harmônico, o que
aumentava a extensão do instrumento.
Em 1720, surge um clarinete mais aperfeiçoado, com um
pavilhão semelhante ao oboé. Foi este instrumento que Haendel
utilizou na abertura da sua ópera Tamerlano, assim como Vivaldi nas partes para
clarinete de alguns dos seus concertos.
Pouco mais à frente, o clarinete passou a ser construído em 3 seções, o que permitia
substituiralgumas partes por outras de diferentes comprimentos (chamados: corps de
rechange ou pièces de rechange), para facilitar a execução em diferentes tonalidades e
que veio dar origem aos clarinetes transpositores atuais em Si bemol e La.
O clarinete baseado no sistema Bohem surge em 1843/44, como uma adaptação
realizada pelo professor do Conservatório de Paris Hyacinthe Klosé, junto com oconstrutor Auguste Buffet, do sistema que Boehm inventara alguns anos antes para a
flauta. Além disso, introduziu uma peça entre o corpo e a embocadura do instrumento,
conhecida como barrilete, o que permitiu uma estabilização maior da afinação.

CONHECENDO O CLARINETE
O clarinete é composto de 5 partes:
Boquilha - Parte onde se encontra presa a palheta. As palhetas são feitas geralmente debambu e possuem um número de 1 até 5 que indica sua rigidez. A palheta no início se
encontra em repouso, através da ponta da língua que a imobiliza. Quando esta é retirada,
o fluxo do sopro a faz vibrar. Este movimento da língua controla a duração das notas
musicais.
Barrilete - Faz a conexão entre a boquilha e a parte superior do corpo. O seu ajuste,
através da inserção maior ou menor de seuencaixe no corpo, permite afinar o clarinete.
Parte superior e parte inferior - Possuem os buracos e as chaves. O clarinete
normalmente utilizado no Brasil e na maior parte do mundo é do tipo BOËHM que
possui no mínimo 17 chaves.
Campânula - Parte final. Completa a extensão do clarinete.
Governo do Estado do Ceará – Secretaria da Cultura
Sistema Estadual de Bandas de Música

ClarineteMontado
ESPECIFICAÇÕES DO CLARINETE :












Afinação em Si Bemol
Corpo em ABS ou madeira
Acabamento das Chaves NIQUELADO
17 Chaves
Parafusos de Aço Inoxidável
Sistema BOEHM
1 Barriletes
6 Anéis
Juntas de Cortiça Natural
Dimensões: 26cm x 37,5cm x 12cm
(AxCxL)
Peso: 3Kg

Clarinete desmontado

Campana

Chaves
Corpos em ABS ou madeira,
superior e inferior...
tracking img