Citomegalovirus

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2520 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Citomegalovírus

Histórico
A primeira fase da história do conhecimento sobre citomegalovírus foi originada exclusivamente de dados obtidos através de estudos histopatológicos. O dado fundamental foi à observação de células grandes com inclusões nucleares em diversos órgãos de crianças que morreram devido a várias síndromes clínicas e não específicas. Esses achados foram responsáveis peladesignação do termo "Doença de Inclusão Citomegálica" mesmo antes de o agente causal ser isolado.
A observação de que as inclusões intranucleares presentes nas chamadas células citomegálicas eram similares às inclusões vistas nas lesões de pele causadas por herpes vírus, tiveram como consequência a sugestão da etiologia viral para esse fenômeno. Desse modo, de uma fase puramente de patologiadescritiva, passou-se lentamente para uma segunda fase em que a ênfase dos trabalhos foi dada no estudo do vírus responsável pelas lesões.
Devido à infecção, em glândulas salivares, comum a animais e a seres humanos, o citomegalovírus ficou conhecido como "vírus da glândula salivar". A primeira evidência de que o vírus de glândula salivar era relativamente comum e provavelmente seria responsável pormanifestações clínicas, surgiu com o trabalho de cientistas, que demonstraram células citomegálicas com inclusões intranucleares em 12% de 183 crianças que faleceram por uma variedade de doenças não relacionadas entre si. Em 1954, usando a infecção de glândula salivar de camundongo como modelo conseguiram isolar o vírus em cultura de tecidos. A partir destes estudos, uma estirpe de CMV humano (AD169), foi adaptada ao laboratório, replicando em culturas de fibroblastos humanos, sendo caracterizada sua infecção pela presença de lesões focais constituídas por células gigantes, contendo inclusões intranucleares, idênticas àquelas observadas nos materiais procedentes de pacientes.
Em 1960, com o enorme progresso nos procedimentos cirúrgicos para transplantes renais e cardíacos, a infecçãopelo CMV passa a ser reconhecida como uma entidade de grande importância clínica. Nessa ocasião cientistas sugeriram o nome citomegalovirose em substituição aos termos doença de inclusão citomegálica e vírus de glândulas salivares, buscando um nome para refletir as alterações celulares produzidas por esse vírus nos tecidos. Durante essa terceira fase o CMV foi pela primeira vez reconhecido como oprincipal agente patógeno em hospedeiros com comprometimento do sistema imune, particularmente aqueles receptores de transplante. Além disso, foi identificado como o causador de síndrome de mononucleose heterofilo negativo em indivíduos normais e naqueles receptores de transfusões sanguíneas.
No final da década de 70, as indicações que o impacto da infecção por CMV nos transplantes eram tãosignificantes, que sob os auspícios do "National Institute of Health" (NIH) dos Estados Unidos da América foi organizado um grupo de estudo para avaliar o problema e propor medidas que pudessem contribuir para manter a infecção sob controle. A década seguinte representou a quarta fase da história da infecção pelo CMV, que foi marcada pela Conferência Internacional na Philadelphia e o início do uso demedidas para o controle do CMV com agentes antivirais e intervenções imunológicas.
Os conhecimentos atuais mostram que a importância clínica dessa virose transcende sua ação direta nas síndromes infecciosas e indicam que seus efeitos indiretos, provavelmente mediados pela liberação de citocinas, na patogênese da rejeição de enxertos e lesão pulmonar, tem papel preponderante.
Atualmente tem inícioà quinta fase de investigação sobre CMV que certamente será marcada por avanços no entendimento de aspectos moleculares da infecção e pelo controle clínico dessa virose nos grupos de risco.

Patogênese
As células individuais que estão infectadas tem um corpo que ocupa a maior parte do núcleo, o corpo que é separado da membrana nuclear por uma espécie de luz sozinha, essas células são...
tracking img