Cirurgia geral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 220 (54976 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cirurgia
Geral

Introdução:- Parede Abdominal
aula 1:- Incisões, Deiscências, Eviscerações e Reoperações
aula 2:- Traumatismo Abdominal
aula 3:- Peritonites
aula 4:- Hérnias em Geral
aula 5:- Hérnias Umbilicais
aula 6:- Hérnias Lombares
aula 7:- Hérnias Perineais
aula 8:- Hérnias Obturadoras
aula 9:- Hérnias Isquiáticas
aula 10:- Hérnias Epigástricas e Diástase dos Retos Abdominaisaula 11:- Hérnias Internas
aula 12:- Hérnias Incisionais
aula 13:- Hérnias Inguinais
aula 14:- Hérnias Crurais
aula 15:- Hérnias Diafragmáticas
aula 16:- Afecções de Esôfago
aula 17:- Megaesôfago
aula 18:- Neoplasias de Esôfago
aula 19:- Lesões Cáusticas de Esôfago
aula 20:- Perfurações Traumáticas e Espontâneas de Vísceras Ocas

b y Vírgula

Este caderno foi confeccionado a partirde anotações de aula minhas e de outros alunos da
FMRP, de materiais dos próprios professores e de livros tais como o do Alípio, Goffi, Schwartz, Netter
e etc..
Conserve-o em nossa escola.

Vírgula

Ass. Dr. Antonio Mauro Elias Junior - o

Parede Abdominal
Introdução
Inúmeras implicações de ordem anatômica e funcional fazem do estudo da parede abdominal um
assunto de real importância ede grande aplicabilidade na prática médica, e iniciamos o caderno com este
assunto por causa da sua importância no dia a dia do Cirurgião Geral, os “barrigueiros”.
A parede abdominal constitui um verdadeiro invólucro protetor que se adapta às alterações de volume
da cavidade que delimita, desempenhando um papel fundamental na manutenção da pressão intra-abdominal,
a qual é destacado fator namanutenção da topografia e do funcionamento de várias vísceras abdominais,
bem como de importância para as cavidades adjacentes. A parede abdominal é fechada, mas não é lacrada,
pois possui várias passagens naturais, virtuais ou reais, que podem se tornar reais e/ou patológicas.
A parede abdominal constitui-se genericamente de pele, subcutâneo, músculos, fáscias, vasos,
nervos, tecidoextra-peritoneal e peritônio. Não pode ser esquecido que uma boa parte da cavidade abdominal
está sob a cobertura dos arcos costais inferiores, e que é contínua à pelve.
A parede abdominal é sede de inúmeras afecções de natureza congênita ou adquirida. O estudo da
embriologia também ajuda, em muito, o entendimento da fisiopatologia e das soluções cirúrgicas de uma série
destas afecções. Todas aquelasaulas de embriologia que você dormiu no 1° ano você vai ter que estudar de
novo, mas vai perceber que agora elas têm sentido.
Embriologia
* Parede Abdominal
Enquanto a notocorda e o tubo neural se formam, o mesoderma intra-embrionário, de cada lado
destes, se espessa para formar uma coluna longitudinal paraxial (mesoderma paraxial). Cada coluna é
contínua lateralmente com o mesodermaintermediário, que se torna gradualmente mais adelgaçado e
transforma-se em mesoderma lateral, o qual é contínuo com o mesoderma extra-embrionário que recobre o
saco vitelínico e o âmnio. Lógico que você entendeu tudo. Mas basta guardar a palavra mesoderma.
Quase no fim da terceira semana, o mesoderma paraxial começa a se dividir em corpos cubóides,
pares, denominados somitos; este processo éconhecido como segmentação ou metamerização, a qual
consiste na segmentação da massa mesodérmica em 40 a 42 pares de somitos padronizados, por convenção,
no sentido crânio-caudal.
Cada somito, por sua vez, se diferencia em miótomo, dermátomo e esclerótomo. Assim, os somitos
darão origem à maior parte do esqueleto axial (cabeça e tronco) e da musculatura associada, bem como à
derme da pelesobrejacente.
A parede abdominal tem origem nos somitos torácicos inferiores e lombares superiores. Algumas
estruturas migram bastante da área do seu miótomo de origem; sendo um exemplo, o diafragma, que desce
desde a região cervical. Lembre-se do trajeto dos nervos frênicos e de sua origem e relação com os traumas
raquimedulares.
No homem, como em todos os vertebrados, a metameria é bastante...
tracking img