Cirurgia antiga

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4805 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A HISTÓRIA DA CIRURGIA DO LCA
P. COLOMBET, M. ALLARD, V. BOUSQUET, C. DE LAVIGNE, P.H. FLURIN

Bordeaux-Mérignac Centre of Orthopaedic and Sports Surgery - 9 rue Jean Moulin - F-33700 Mérignac, France. Texto traduzido por Dr. Jorge Utaliz Guimarães Silveira e revisado pelo Dr. Ewerton Konkewicz com a permissão do Prof. Levon Doursounian, Redator-Chefe da Maitrise Orthopédique As reconstruçõesdo ligamento cruzado anterior (LCA) estão entre os procedimentos mais realizados em cirurgia do joelho em nossos dias. Revendo a história da cirurgia do LCA, é impressionante o quanto demoraram algumas técnicas de diagnóstico e de tratamento para se estabelecerem. Há muito tempo atrás, o LCA era uma estrutura que nunca via um bisturi. De qualquer forma, a partir do inicio do século 20, tem havidoum crescente interesse no ligamento e em suas lesões que, desde então, foi levado ao centro das atenções. Nos idos de 1845, Amédée Bonnet(2,3) da escola de Lyon, escreveu uma pesquisa sobre desarranjos articulares que causavam sangramento, no qual ele analisava as lesões do joelho. Ele descreveu três sinais essenciais indicativos de ruptura aguda do LCA: “Em pacientes que não sofreram uma fratura,um ruído de estalo, hemartrose e perda de função são características de lesão ligamentar do joelho.” Seu enunciado foi baseado em experiência clínica, bem como em estudos em cadáver nos quais produzia lesões de joelho e então dissecava-os para ver qual o padrão de lesão ocorrida. O trabalho permaneceu desconhecido - não foi publicado em Inglês.

Fig. 1 George K. Noulis Em 1875, Georges K.Noulis (1849-1919)32 (Fig. 1), um brilhante Grego que estudou medicina na Grécia e foi a Paris para prosseguir em sua pesquisa, escreveu uma tese entitulada Torsões de Joelho. Nela, fez uma descrição bastante exata da função do LCA, e mostrou como a integridade do ligamento deveria ser testada com o joelho em extensão. O teste proposto por Noulis era idêntico ao que hoje é conhecido e usado como testede Lachman. Noulis finalmente retornou a Atenas, e então foi a Constantino, onde construiu uma brilhante carreira, ascendendo aos mais altos níveis na academia. Ele também ficou famoso pela grande bondade com os seus pacientes.

Fig. 2 Paul Segond Em 1879, um cirurgião parisiense, Paul F. Segond, (1851-1912) (Fig. 2) escreveu um estudo mais interessante entitulado Pesquisa experimental emsangramentos do joelho em torções, que foi publicado no Progrès Médical47. Para este estudo, Segond repetiu o trabalho de Bonnet, produzindo lesões em extensão forçada em 90 joelhos. No mesmo ensaio, descreveu uma fratura por avulsão da margem antero-lateral do plateau tibial, que achava ser rotineiramente associada com rupturas do LCA. Esta fratura leva agora o seu nome e é considerada comocaracterística patognomônica de ruptura do LCA.

Em 1895, A.W. Mayo Robson (Leeds, UK) executou seu primeiro reparo ligamentar do cruzado31 em um mineiro de 41 anos que havia se lesionado em uma queda ocorrida 36 meses antes. O paciente mancava em razão da fraqueza e da instabilidade do seu joelho direito. Os dois ligamentos cruzados rompidos foram suturados em suas posições, nas suas inserções femorais.Seis anos depois, o paciente descrevia seu joelho como "perfeitamente forte”, e estava apto para caminhar sem mancar e para correr; desde que foi liberado da enfermaria, ele jamais se afastou do trabalho por causa do joelho. O caso não foi relatado na Literatura até 1903. Até então, em 1900, outro inglês, W.H. Battle, exibiu para a Clinical Society of London um caso de reparo do ligamento cruzadoanterior, que julgava ter sido o primeiro. Em 1903, F. Lange25 de Munique, executou a primeira substituição do LCA, usanto seda trançada ligada ao semi-tendinoso como um ligamento substituto. O procedimento não funcionou, o que levou seu compatriota M. Herz concluir que o uso de sêda foi uma boa tentativa de imitar a natureza mas falhou, embora não estivesse assim tão enganado...

Fig. 4 A...
tracking img